header top bar

section content

Deputado Jeová Campos declara que vai seguir orientação do PSB e votar favorável ao TCM

No entendimento do parlamentar, é importante que o debate sobre o TCM seja esgotado na ALPB.

Por

18/12/2015 às 07h58

Jeová Campos faz denúncia grave

Se ainda havia alguma dúvida sobre o voto do deputado estadual Jeová Campos (PSB), em relação a questão do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), essa dúvida foi esclarecida em definitivo com o pronunciamento do parlamentar durante o pequeno expediente desta quinta-feira (17). Jeová declarou que vai votar a favor do TCM seguindo uma orientação do partido, do líder do partido, Hervázio Bezerra e do governador Ricardo Coutinho. “Sou um político que respeita a decisão partidária e além disso entendo que a criação deste novo instrumento de fiscalização vai agilizar o acompanhamento das contas públicas e mais que punir, como apenas faz hoje o TCE, colocando prefeitos na condição de inelegíveis, poderá orientar melhor os gestores públicos muito mais que puni-los pelo direcionamento na utilização dos recursos públicos”, disse Jeová.

Veja mais!

► Na tribuna, Zé Aldemir denuncia fechamento de escolas e demissões na prefeitura de Cajazeiras; Jeová apoia Dilma

 Jeová revela condição para ficar no grupo, fala de candidatura de José Aldemir a prefeito: “Rancoroso”

No entendimento do parlamentar, é importante que o debate sobre o TCM seja esgotado na ALPB. “Precisamos debater a exaustão esse tema porque há muitas opiniões controversas, inclusive para esclarecer a mudança de entendimento de alguns parlamentares, no qual me incluo, que em consonância com as circunstâncias eram contra em outras legislaturas e agora são favoráveis ou vice versa”, disse Jeová. O parlamentar esclareceu que na época do governo Cássio Cunha Lima ele era contra o TCM, em função da situação de instabilidade financeira do governo, onde até para receber salários o funcionalismo tinha que recorrer aos empréstimos. “Hoje, o governo está com suas contas equilibradas e vivemos outra realidade, isso me fez rever minha posição em relação ao TCM”, disse Jeová.

Da tribuna, o deputado também refutou insinuações de parlamentares da oposição de que estaria havendo pressão por parte do governo para coagir os deputados a votarem favoráveis a matéria. Os deputados Anísio Maia e Ricardo Barbosa também criticaram essa afirmação. Jeová disse ainda que algumas coisas precisam mudar na avaliação das contas pelo TCE. “Qual a isenção do conselheiro Catão no julgamento das contas do governador Ricardo Coutinho. Ele é parente de Cássio Cunha Lima, foi um dos principais coordenadores da campanha dele contra Ricardo. Como ele pode ter imparcialidade no julgamento das contas do atual governo?”, indagou o parlamentar.

Da Assessoria

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!