header top bar

section content

Raimundo Lira explica projetos para combater o aumento da violência e diz que turismo tem sofrido com problema

O senador disse que é importante mudar esse quadro, com a criação de leis mais duras que punam realmente os crimes.

Por

16/10/2015 às 14h44

Lira explica projetos para combater o aumento da violência

Diante das estatísticas estarrecedoras, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) apresentou no Senado dois projetos de lei para tentar conter a violência no Brasil. O primeiro deles endurece as punições do criminoso reincidente, que terá como pena a dupla condenação. O segundo, agrava a pena de quem cometer crime com máscara, capacete ou qualquer outro objeto que impeça a identidade do criminoso.
 
Esses dois projetos se somam a outro, já apresentado pelo senador, que tipifica o porte de arma branca, sendo assim classificado qualquer artefato perfurante. Raimundo Lira atribui a uma legislação criminal antiga e defasada a crescente escalada da violência no Brasil, que assusta a população e também afeta o turismo, já que essa é uma das razões dos estrangeiros evitarem o país, afirmou.
 
O senador disse que é importante mudar esse quadro, com a criação de leis mais duras que punam realmente os crimes. “O povo brasileiro hoje tem medo de se deslocar do trabalho para a sua residência, do lazer, de frequentar o cinema, de frequentar o shopping. Por quê? Porque os bandidos aqui no Brasil já tomam conta das praças, das ruas, dos parques, das estradas, das fazendas. Então o nosso povo está refém da violência urbana” lamentou.
 
Reflexos no Turismo – O reflexo da violência conforme enfatizou Raimundo Lira, pode ser sentido no turismo brasileiro. O setor tem sido afetado fortemente, o que acaba impedido o crescimento econômico do País em um ano de crise. Ele observou que, mesmo com grande potencial turístico, o País não tem conseguido tirado proveito desse fator, justamente devido ao medo que a violência causa, espantando o turista.
 
Raimundo Lira lembrou que é do conhecimento de toda a população brasileira, mesmo aquelas pessoas que não entendem de economia, que todos estão sofrendo os efeitos negativos da desvalorização do real, e consequentemente, da valorização do dólar. Como empresário e economista, Lira observou que o Brasil poderia tirar vantagem da desvalorização da moeda Real, porque é um País de dimensão continental e que tem uma extraordinária força nos seus recursos naturais, reconhecidos mundialmente.
 
“Nós poderíamos estar obtendo ganhos extraordinários no turismo. Como é que Miami, nos EUA, recebe cinco milhões de turistas por ano?; a França, mais de 55 milhões por ano, para ver as obras construídas por Napoleão, as obras construídas pelo rei Luiz IV?”, questionou. Ele destacou o potencial do Brasil, que é um País belíssimo e constituído de um povo maravilhoso e acolhedor e, mesmo assim, recebe menos de cinco milhões de turistas por ano.
 
“Portanto, nós não estamos recebendo a contrapartida positiva dada a desvalorização de nossa moeda e a valorização do dólar americano” observou.
 
Lira lembrou que o Brasil tem conquistando um pouco de vantagem nas exportações, mas como não é um grande participante do mercado internacional, esses ganhos não são significativos. Após conversar com especialistas e consultores internacionais e profissionais de diversas áreas, o senador chegou à conclusão de que o Brasil não recebe muitos turistas de outros países devido ao crescimento da violência.
 
Ele argumentou que as pessoas tem medo de viajar para o Brasil, da mesma forma que o povo brasileiro hoje tem medo de se deslocar do trabalho para a sua residência, ou de ir ao cinema. Isso porque os bandidos já tomaram conta das praças, das ruas, dos parques, das estradas e das fazendas. “Eles já estão tomando conta dos hotéis, dos shoppings. Então, o nosso povo está refém da violência urbana” alertou o senador.
 
Assessoria de Imprensa

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’