header top bar

section content

Racionamento de água em Sousa prejudica pacientes que fazem hemodiálise. VÍDEO!

O racionamento de água na cidade de Sousa começa a prejudicar o serviço de hemodiálise no município.

Por

05/09/2013 às 18h00

O racionamento de água na cidade de Sousa começa a prejudicar o serviço de hemodiálise no município. O caso foi denunciado nessa quarta-feira (04), à imprensa paraibana.

A dona de casa, Maria do Socorro faz hemodiálise há cinco anos, indo três vezes por semana ao hospital, mas teve que diminuir devido a falta de água.

“A gente se sente ruim por diminuir o tempo na máquina a pessoa começa a passar mal”. Revelou Maria

Amanda vai fazer um transplante de rim, e até lá precisa fazer hemodiálise, mas confessou que a situação está difícil. “Nunca pensei que fosse passar por isso”

O centro de hemodiálise de Sousa atende 120 pacientes de 15 cidades da região, que passam três dias por semana, com duração de quatro horas nas máquinas.

O médico Marcos Pereira informou que os pacientes que não conseguem cumprir todo o horário na máquina de hemodiálise vão apresentar as complicações no quadro de saúde.

Para o funcionamento correto, o centro da cidade de Sousa precisa de 21 mil litros de água por dia, mas devido o racionamento o Ministério Público decidiu que a empresa administradora da água no município, Daesa fará o abastecimento a hospitais, escolas e postos de saúde através de carros pipas.

Veja vídeo clicando aqui!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
PSICOLOGIA NO AR

PERIGO: Médico neurologista faz importante alerta para quem usa remédios tarja preta para dormir

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino

PARA A ETERNIDADE

VÍDEO: Programação de 70 anos do Atlético começa com exposição histórica que promete encantar Cajazeiras