header top bar

section content

Superação: Agricultor que perdeu plantação de coco por causa da seca recomeça a vida na roça plantando maracujá. Veja a reportagem!

Ele possuía uma plantação de coco, mas com a seca, perdeu tudo e agora está investindo na plantação do Maracujá. Confira!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

24/02/2016 às 14h07 • atualizado em 25/02/2016 às 12h15

O prejuízo na plantação de coqueiros do perímetro irrigado de Sousa, no Alto Sertão, pode é de quase 100%, por causa da seca que atingiu a região no ano de 2015. Milhares de plantações foram dizimadas, e muitos agricultores estão sem renda.

A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, visitou nesta quarta-feira (24) o lote do agricultor Espedito Rodrigues do Nascimento, ele tem 67 anos, e possuía uma plantação de coco no Núcleo Habitacional II, mas com a seca, perdeu tudo e agora está investindo na plantação do Maracujá.

Agricultor perde tudo e recomeça cultivando o maracujá (foto: Charley Garrido)

Agricultor perde tudo e recomeça cultivando o maracujá (foto: Charley Garrido)

“A esperança é a ultima que morre, antes a produção era de 40 mil cocos por mês, mas perdi todas as plantações por causa da seca, e agora estou investindo na plantação do maracujá, para conseguir renda. O apelo que eu faço é que agilizem as obras da transposição do Rio São Francisco, para que chegue água para nós agricultores”, disse Espedido Rodrigues.

O técnico da Emater, José Marques, mostrou como está sendo feita a cultura do maracujá, que deve trazer boa renda para os agricultores que tiveram prejuízos por conta da seca que atingiu a região do perímetro irrigado de São Gonçalo.

Plantação de Maracujá na fazenda do agricultor (foto: Charley Garrido)

Plantação de Maracujá na fazenda do agricultor (foto: Charley Garrido)

“A questão do fim do coco, fim da banana por conta da seca, por conta da questão hídrica causou problemas sérios para os colonos, porém a cultura do maracujá é uma alternativa para os agricultores buscarem renda .

O coordenador Regional da Emater de Sousa, Francisco De Assis, também esteve presente acompanhando e orientando o agricultor sobre as técnicas na produção de maracujá. A Emater auxilia a capacitar os produtores e ajuda a elaborar os projetos para a obtenção de crédito rural.
DIÁRIO DO SERTÃO

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores