header top bar

section content

Pesquisa mostra: Grande percentual de eleitores do Sertão do Estado não são naturais da Paraíba. Veja!

Pesquisa aponta que Estado mais exportador de eleitores para a Paraíba é Pernambuco. Veja tabela com número de eleitores não paraibanos no Sertão.

Por

03/11/2011 às 16h18

Um levantamento realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), referente às eleições do ano de 2010, mostra que um grande percentual de eleitores do município do Sertão do estado não nasceram na Paraíba.

Segundo o levantamento, o estado que mais manda eleitores para a Paraíba é Pernambuco, com 56.772 eleitores. O segundo estado que mais exporta eleitores para a Paraíba é o Rio Grande do Norte, foram 27. 382 eleitores.

Catolé do Rocha (1.373); Patos (1.325); São Bento (3.281) e Sousa (1.232) são as cidades do Sertão que possuem, proporcionalmente, o maior número de votantes nascidos no Rio Grande do Norte.

Entre as demais regiões brasileiras que exportam eleitores para a Paraíba, chamam atenção os números do Sudeste, em especial Rio de Janeiro e São Paulo que mandaram respectivamente 19.906 e 16.245 eleitores para o Estado. As cidades de Cajazeiras e Pombal receberam respectivamente 855 e 293 eleitores naturais do Estado de São Paulo.

Veja na tabela abaixo o número de eleitores não paraibanos nas cidades do Sertão:

Município

Total de Eleitores

Eleitores não paraibanos

Cajazeiras

42.744

5.084

Catolé do Rocha

20.788

1.968

Patos

66.543

4.944

Pombal

23.996

1.202

São Bento

22.717

3.941

Sousa

46.318

3.294

DIÁRIO DO SERTÃO com Jornal da União

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula