header top bar

section content

Jornalista é agredida e estuprada por sogra dos filhos e namorado dela em cidade mineira

A Polícia Civil informou que as motivações do crime estão em investigação, e que testemunhas serão ouvidas sobre o caso

Por

19/10/2015 às 07h40

Uma jornalista de 43 anos foi agredida, torturada e estuprada pela sogra dos filhos e o namorado dela na madrugada da última quarta-feira na cidade de Dom Cavati, em Minas Gerais. De acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por uma dívida entre as duas. Efigênia Dias de Moraes Barros, de 41 anos, e o namorado, Julimar Custódio de Oliveira, de 32 anos, fugiram após o crime, mas foram localizados pela polícia no mesmo dia. O casal foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e estupro, e está preso no Presídio de Inhapim. Segundo a polícia, Efigênia confessou o crime.

Segundo a Polícia Civil, a vítima assistia ao jogo do Brasil quando o casal apareceu em sua casa. A jornalista os deixou entrar e preparou um café para eles. Em determinado momento, Efigênia jogou a vítima no chão e desferiu golpes de faca no braço da mulher. 

Depois, segundo a polícia, a jornalista foi estuprada pelo namorado da suspeita. Os dois ainda a teriam ameaçado de morte caso contasse à polícia sobre as agressões. A vítima conseguiu fugir do local e acionou a polícia. Os dois foram presos pela Polícia Militar de Dom Cavati após o crime.

A Polícia Civil informou que as motivações do crime estão em investigação, e que testemunhas serão ouvidas sobre o caso. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher.

Extra

Tags:
FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras

SHOW AO VIVO

VÍDEO: Banda da cidade de Baixio, no Ceará, agita o programa Balanço Diário com sucessos do forró

PROGRAMA PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Professora e alunos falam sobre a importância da campanha Setembro Amarelo para prevenir suicídio