header top bar

section content

Tumulto e confusão marcam atendimento em banco de Cajazeiras; Gerente chama polícia

A população reclama há muito tempo e pede solução para o caso, pois as filas dentro e fora da agência são intermináveis.

Por

30/01/2015 às 17h33

Centenas de pessoas de toda região buscam atendimento da Caixa Econômica de Cajazeiras, e final do mês a superlotação é inevitável. A população reclama há muito tempo e pede solução para o caso, pois as filas dentro e fora da agência são intermináveis.

Segundo informações de correntistas da agência, o gerente Geral chegou a chamar a polícia para controlar o fluxo de pessoas no interior da Caixa alegando medidas de segurança.

Daniel Alves, ambulante, disse que o atendimento da agência de Cajazeiras foi péssimo nesta sexta-feira (30). “Tem gente que chega cinco horas da manhã para pegar um lugar na fila e sai cinco da tarde”.

O ambulante contou que o atendimento da Caixa não é bom nem para os idosos, que chegam a passar mal nas longas filas. “Já vi o Samu chegar aqui muitas vezes para atender pessoas idosas”.

?

A dona de casa, Jacinta Lins, afirmou que tinha cerca de 1000 pessoas na fila aguardando por atendimento, mas os funcionários da agência não dão conta da demanda. “Isso tem que mudar”.

Aparecida da Anunciação informou que foi receber o Bolsa Família, mas seu benefício havia sido sacado na cidade de Fortaleza, e a Caixa não deu resposta.

Procon
A Coordenadora do Procon, Andréa Coutinho, afirmou que a situação é preocupante e lembrou que há uma ação civil pública tramitando na justiça federal desde de 2008, mas que não há ainda um desfecho.

Segundo Andréa, o promotor federal da cidade de Sousa já encaminhou recomendação a Caixa Econômica no sentido de ampliar a agência e aumentar o número de caixas ou ainda abrir uma nova sede em Cajazeiras, mas a instituição financeira nada realizou.

A coordenadora disse ser contra ao atendimento da agência local, pois as pessoas ficam expostas ao sol por horas. “É desumano, humilhante”.

O outro lado
Procurado pela reportagem para dar sua versão dos fatos, o gerente da Caixa Econômica em Cajazeiras, Francisco Ronieres, disse que 'no dia de hoje pessoas de toda a região vieram para a agência da Caixa receber o 'Auxílio pesca'; normalmente esse pessoal não tem cartão e tem que receber o benefício na boca do caixa, sendo que essa quantidade de pessoas que buscaram o atendimento ao mesmo tempo impossibilita qualquer empresa do mundo, é uma situação atípica que ocorre em determinado período do ano. Em vez das pessoas criticarem deveriam eram elogiar e dizer como que uma empresa consegue desempenhar suas atividades, com apenas 17 funcionários, e atender 1.200 pessoas, como foi hoje?' 

Ronieres acrescenta que na hora do tumulto teve a preocupação de acionar a polícia militar para manter a ordem do recinto e a segurança de todos. Afirma que dentro do banco não houve tumultuo, nem confusão e que sua responsabilidade está relacionada com o que acontece da porta giratória para dentro. Segundo ele o evento aconteceu na área dos caixas eletrônicos em direção à rua 'por pessoas que aparecem apenas para tumultuar'. Conta que se preoculpou-se em conter  a movimentação contrária por questões de segurança e agradece a equipe da Polícia Militar, 'pois foi como conseguimos organizar a fila e não haver nenhum tipo de conflito dentro da agência'.

Conclui dizendo se sentir orgulhoso de sua equipe ter conseguido atender toda essa demanda no dia de hoje. 'Durmo com a consciência de ter feito um bom trabalho e minha missão como funcionário público'. 

Veja vídeo!

Veja também o debate realizado por Kaliel Conrado no programa Interview sobre atendimento nos bancos

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:

Recomendado para você pelo google

REFORMA AGRÁRIA

VÍDEO: Coordenadora da CPT Sertão afirma que terras são um direito dos camponeses e não do agronegócio

CLIMA IDEAL

VÍDEO: Prefeito revela interesse de empresas em instalar parque de energia solar em Monte Horebe

INTERVENÇÃO

VÍDEO: Diretor da SCTrans fala sobre planos para dar segurança aos pedestres em frente à São João Bosco

"QUER ENRICAR AINDA MAIS"

VÍDEO: Pastor de Cajazeiras diz que famoso bispo está vendendo imagens de deusa egípcia na igreja