header top bar

section content

Miss Bumbum tatua rosto de presidente americano em seu corpo e diz que agora está arrependida

Erika Canella pensa em cobrir o rosto de Trump ou removê-lo com laser

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

16/02/2017 às 07h15 • atualizado em 16/02/2017 às 08h19

Erika Canella (Foto: Divulgação/J. Domingos)

Quase um mês após tatuar o rosto de Donald Trump em suas costas, Erika Canella, a Miss Bumbum 2016, está arrependida e já pensa em cobrir o desenho ou removê-lo com sessões de laser.

“Fiz para chamar atenção da mídia e chegar até ele. Para ver se ele mudava [a postura com imigrantes]. Mas estou um pouco arrependida agora por conta das últimas decisões dele. Não sabia que ele seria tão radical”, afirmou ela.

Com parentes vivendo nos EUA, Erika não gostou de saber que o novo presidente assinou um decreto que restringe a entrada de imigrantes de nações muçulmanas no país.

Erika mostrando sua tatuagem (Foto: Divulgação/J. Domingos)

Embora já tenha sido barrada pela Justiça Federal, a decisão de Trump tem dificultado a entrada de cidadãos islâmicos no país, mesmo os que têm visto válido.

“Ele está pensando no país dele, mas a gente fica chateada com essa proibição da entrada de pessoas do Oriente Médio durante 120 dias. Há pessoas com família, muita gente que trabalha lá, viaja para aprimorar estudo, trabalho. Mas não sei o que vai acontecer, se ele vai continuar com essas doideiras”.

Além dos fãs da musa terem criticado sua atitude nas redes sociais, Erika contou que seus amigos também não aprovaram sua decisão. “Meus amigos ficaram com raiva de mim”, contou ela, que desfilará pela escola Vila Maria no Carnaval 2017, mas com uma fantasia discreta. A tatuagem, inclusive, não deve aparecer.

Band

PROBLEMA GRAVE

VÍDEO: No Xeque-Mate, voluntários debatem sobre maus tratos e abandono de animais em Cajazeiras

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde