header top bar

section content

Simaria vai diminuir shows: ‘Se entrar em pilha de trabalho posso morrer’

A cantora ressaltou também a importância da família durante o período em que ficou afastada dos palcos para cuidar da saúde. A sertaneja foi diagnosticada com tuberculose ganglionar em abril deste ano e Simone cumpriu a agenda sozinha: 'Se estou viva hoje tenho que agradecer a Deus, aos meus filhos e marido. Eles foram fundamentais para a minha recuperação'

Por Purepeople

08/08/2018 às 09h17

Simone e Simaria conversaram com a imprensa em São Paulo na tarde desta terça-feira, 7 de agosto 2018

Longe dos palcos desde que foi diagnosticada com tuberculose ganglionar, Simaria está de volta! Com show marcado para a próxima quinta-feira (9) no Espaço das Américas, a cantora falou sobre o seu retorno e avisou que vai diminuir a carga de trabalho. “Cheguei a 42 quilos e só recuperei 2,700. Coloco uma roupa que dá uma tapeada, mas meu corpo não está do jeito que estava. Eu não bebia água, estou bebendo e é um pecado dizer isso. A prioridade é meu descanso e minha comida. Se eu estiver em um show e precisar embora eu vou, ainda não estou curada. Meu médico me liberou para fazer 2, 3 shows por final de semana. Sem excesso. Se não for assim não posso mais, não posso entrar em uma pilha de trabalho como era, se não eu posso morrer”, explicou em conversa com a imprensa na tarde desta terça-feira (7), em São Paulo.

CANTORA CITA IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA RECUPERAÇÃO
Durante os meses em que ficou afastada para cuidar da saúde, Simaria viajou para as Ilhas Maldivas com a família. “Se estou viva hoje tenho que agradecer a Deus, aos meus filhos e marido. Eles foram fundamentais para a minha recuperação. Quando chegava na minha casa, que estava só nos quatro, não tinha ninguém me cobrando nada e me sentia protegida. Não tinha cobrança de gravadora, cobrança de composição… Lá eu sou a mãe do Pawel e da Giovanna, esposa do Vicente, e estava tão feliz que senti que queria dividir o que estava sentindo. Meu porto seguro. Dali voltei renovada, não tem como não voltar renovada de um lugar que só se recebe amor”, declarou.

SERTANEJA DESTACA IMPORTÂNCIA DAS FÉRIAS
Simaria comentou também a importância do descanso após a doença: “A primeira coisa que eu fiz, na verdade, foi desligar todos os telefones que eu tinha. Me desliguei de todas as redes sociais. Eu quis me afastar do mundo louco que a gente estava vivendo, porque eu queria ter a sensação de como é realmente voltar ao passado. Saber como é ter uma vida totalmente natural. A cada dia que passava, eu estava com o trabalho me consumindo muito. Eu tinha mais consciência que tinha uma parte que era real e uma outra que não estava me fazendo bem! Por isso, eu precisava me desligar do mundo. Mesmo sabendo o sofrimento da Simone cantando só, eu também estava sofrendo muito em cima de uma cama. Eu fiquei 18 dias internada. Para mim, naquele momento, a única coisa que importava era eu ficar bem, a minha saúde. Minha vida inteira, eu sempre trabalhei em prol da gente e com todo amor e dedicação. E eu não parei antes com medo de deixá-la sozinha”.

Fonte: http://www.purepeople.com.br/noticia/simaria-diminui-ritmo-de-shows-por-saude-se-entrar-em-pilha-de-trabalho-posso-morrer_a238188/1

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras