header top bar

section content

Participante do BBB terá que depor em delegacia por ser investigado por estupro a três mulheres

Acreano é investigado por estupro, agressão física e importunação ofensiva ao pudor

Por Quem

23/01/2019 às 08h47

Vanderson - BBB 19 (Foto: Paulo Belote e Victor Pollak/Globo)

Vanderson Brito, do BBB 19, será intimado ainda esta semana para se apresentar à Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O acreano está sendo investigado por estupro, agressão física e importunação ofensiva ao pudor no Acre. O depoimento deve acontecer na semana que vem, ainda sem data definida.

A intimação chegará na casa do Big Brother. A delegada Rita Salim, titular da Deam de Jacarepaguá, que deve interrogar Vanderson, descarta ir aos Estúdios Globo para ouvir o participante, que deverá ser deslocado à Deam para depor.

O pedido de depoimento foi feito por Juliana de Angelis, delegada titular da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher de Rio Branco – AC), onde foram registrados três boletins de ocorrência contra Vanderson na semana passada.

Procurado por QUEM, Roberto Almeida, advogado de Vanderson, contou que viajará para o Rio de Janeiro ainda esta semana a fim de acompanhar o acreano no depoimento. “Só estou aguardando a confirmação da delegada Rita Salim, da Deam de Jacarepaguá, com a data, horário e local do depoimento. Esse momento é inquisitório, ainda não existe o contraditório, a apresentação da defesa. Mas irei acompanhá-lo só para garantir todos os direitos inerentes a qualquer cidadão brasileiro”, explicou.

O advogado afirmou que teve acesso aos boletins de ocorrência e garantiu que as denúncias não têm fundamento. “Essas mulheres fizeram B.Os de fatos que aconteceram há dois anos. Quem é que se sente importunada ou violentada e aguarda dois anos para fazer qualquer coisa? Por que elas esperaram tantos anos para denunciar? Não será uma mágoa ou outra coisa? Temos a certeza de que não passam de inverdades”, disse, acrescentando que Vanderson saberá tudo o que está acontecendo fora da casa pela família. “Se ele, por acaso, sair hoje da casa, será informado rapidamente pela família. Até porque, as notícias estão circulando nas redes. E a gente estará ao lado dele. Com certeza, ele ficará não só surpreso como decepcionadíssimo, ainda mais por se tratar de inverdades”.

Quando QUEM teve acesso aos boletins de ocorrência contra Vanderson na semana passada, a reportagem entrou em contato com Vanda Brito, irmã do acreano, que, na ocasião, se surpreendeu ao ser informada sobre o fato logo depois de Maíra Menezes acusar o biólogo e coordenador educacional indígena de agressão. “Quando a ex-namorada dele falou sobre a agressão, nós da família procuramos saber sobre algum boletim de ocorrência e não achamos nenhum. Estou sendo surpreendida com essa notícia agora. Até então houve ameaças de fazerem boletins, mas não houve registro. No momento, nossa família não vai se manifestar. Vamos procurar os nossos direitos e saber o que aconteceu”, declarou ela.

Desde que as acusações vieram à tona, a Globo sempre foi procurada pela QUEM e, por meio de sua assessoria de comunicação, divulgou a seguinte nota sobre o caso: “A Globo é veementemente contra qualquer tipo de violência, mas cabe às autoridades competentes a apuração de denúncias como a que está sendo feita. Se assim for, a Globo poderá tomar medidas, como já fez em outras edições do programa”.

Fonte: Quem - https://revistaquem.globo.com/TV-e-Novelas/BBB/noticia/2019/01/vanderson-do-bbb-19-tera-que-ir-delegacia-depor-advogado-fala-em-inverdades.html

Recomendado para você pelo google

EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Ex-ministro da Justiça afirma que Lula é inocente e defende anulação da sentença pelo STF

VÍDEO

Delegada da Mulher de Patos declara que aumento de feminicídios na região chama atenção pela crueldade

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

VÍDEO: Comitê Pró-HU do Sertão volta de Brasília otimista com possível aumento de recursos para a obra

123 DIAS

VÍDEO: Dra. Paula pede licença na Assembleia para cuidar da saúde; ela passará por duas cirurgias