header top bar

section content

Internautas não perdoam a separação de Joelma e Chimbinha e zoam nas redes sociais

A lua, do hit do grupo A Lua me Traiu , foi apontada como pivô da separação pela maioria dos piadistas

Por

28/08/2015 às 08h00

Ximbinha disse que Joelma começou a dar tudo para Igreja, que ele não aguentava mais.

A separação de Joelma e Chimbinha, após 18 anos casados, foi um dos assuntos mais comentados no Twitter e outras redes sociais. Poucos minutos após a assessoria da banda Calypso anunciar o divórcio, fãs perplexos se manifestaram na rede social: "não acredito mais no amor", "Como assim?" e "Chocada", tuitaram diversas pessoas.

"A Great Assessoria, responsável pela assessoria de imprensa da Banda Calypso, informa que chega ao fim o casamento de Joelma e Chimbinha. A união de 18 anos deu fruto a dois filhos maravilhosos, projetos e parcerias tanto na vida pessoal quanto profissional como a Banda Calypso, maior banda independente do país e que conta com mais de 15 milhões de discos vendidos. Queremos ressaltar que o respeito, gratidão, amizade, admiração e parceria permanecem recíprocos. Informamos também que os compromissos profissionais da Banda seguem normalmente com agenda por todo o Brasil. Contamos com o carinho e a compreensão de todos para que esse momento seja preservado", dizia o comunicado.

Mas, como já era de se esperar, teve também quem postasse os tradicionais memes sobre a notícia, para dar aquela "zoada" na web. A lua, do hit do grupo A Lua me Traiu , foi apontada como pivô da separação pela maioria dos piadistas.

Terra

Tags:

Recomendado para você pelo google

BOA NOTÍCIA

Hospital Universitário de Cajazeiras passa a oferecer novos serviços para a população do Alto Sertão

REVOLTA

VÍDEO: ‘Só quem odeia Lula o quer preso, como se ele fosse um bandido perigoso’, diz jornalista

VÍDEO

“Sou liderança forte, mas estou abandonado”, declarou Gobira ao vivo sobre grupo de Carlos Antonio

VÍDEO!

Padre cajazeirense responde a cantor gospel que atacou Nossa Senhora: “Nossos pêsames a esse cantor”