header top bar

section content

Após mudar de sexo, ex-Big Brother Rodrigo Lopes diz: ‘Vou casar virgem’

Rebeka Shelton - como é chamado agora - participou do 'Big Brother' em 2009 e conta que quer ter filhos.

Por

19/09/2014 às 08h00

Rebeka Shelton – que participou do “Big Brother” como Rodrigo Lopes, em 2009, e ficou famosa no Brasil após a mudança de sexo -, está se sentindo finalmente completa. Ela, que já havia colocado 440ml de silicone nos seios, fez a cirurgia de transgenitalização (mudança de sexo) que sonhava há tanto tempo. “A operação foi um sucesso. Já está completando um mês e meio. Ainda consigo sentir o meu último banho como menino no hospital, a água caindo na minha pele e eu me despedindo daquele corpo que me senti aprisionada uma vida toda. Agora estou em casa, feliz”, conta ela..

Agora Rebeka diz que está com o corpo totalmente feminino e que leva a vida como uma mulher normal. “Graças ao Dr. Marcio Littleton (médico responsável pela cirurgia) posso sentir o que sou e o que, na verdade, sempre fui: mulher. Confesso que fiquei linda!”, comemora ela, que considera este momento um divisor de águas. “Percebi o quanto foi difícil chegar até aqui. Desde a infância tentando descobrir quem eu realmente era, sofrendo bullying na escola, na rua, sofrendo todo aquele conflito interior. E eu não tinha culpa de ter nascido diferente. Passei anos lutando, enfrentei a mim mesma, familia, sociedade. E hoje sou uma mulher completa, bonita”, declara.

Casar virgem

Apesar do médico ter garantido para Rebeka, quando ela optou fazer a operação, que em dois meses poderia ter uma vida sexual sem problemas, ela prefere se preservar. Na verdade, a ex-big brother pretende "se guardar" até encontrar uma pessoa especial.

"Depois de tudo que passei e lutei, não vou me entregar para esses homens que só querem nos usar. Meu corpo é o que tenho de mais valioso e só vai ser meu e do meu amor. Não importa quanto tempo terei que esperar, não tenho pressa. Enquanto isso, posso namorar e a pessoa que me amar de verdade vai saber esperar. Vou casar na igreja e virgem.”

Vida nova

Em paz com sua família, depois de alguns desentendimentos, Rebeka está feliz e recuperada da depressão que passou. “Tenho uma família maravilhosa, que está me dando todo o suporte que eu preciso”, afirma.

Além disso, ela conta que conseguiu na Justiça o direito de mudar em seus documentos o nome e seu gênero e agora pretende conseguir um emprego na área de produção de TV, em que é formada pela University of Bradford, na Inglaterra. “Estou procurando trabalho como uma mulher normal. Quero algo na produção de alguma emissora ou em alguma produtora de vídeo e me firmar na área profissional”, diz ela, que agora não economiza nos planos futuros. “Depois quero casar, adotar uma criança e dar muito amor para  a minha família. A criança que vou adotar não sairá do meu ventre, mas eu, como mãe, darei todo amor do mundo, educação, ensinarei a viver sem preconceitos, sem maldades. Quando eu estiver bem velhinha quero olhar pra trás e poder sorrir e dizer: 'Obrigada Senhor, consegui!'"

EGO

Tags:

Recomendado para você pelo google

RELAÇÃO COM EMPRESÁRIOS

VÍDEO: Prefeito de Cajazeiras não descarta fazer uma reforma tributária e manda recado para ‘algozes’

SERVIÇO MILITAR

VÍDEO: Quase 100 novos atiradores são incorporados ao Tiro de Guerra de Cajazeiras durante solenidade

TRIMESTRE CHUVOSO

VÍDEO: Açude Grande de Cajazeiras sangra pela primeira vez em 2019 e traz esperança para a população

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras