header top bar

section content

Crise: Flamengo fica sem presidente, Muricy e Guerrero

Atacante e Bandeira vão na semana que vem para a Copa América. Em exames na capital paulista, situação de treinador está indefinida e deixa clube de mãos atadas

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

20/05/2016 às 07h44

Na maior crise da gestão Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo passa por situação atípica. Na segunda-feira, depois do jogo com o Grêmio, o time vai perder numa tacada só o próprio Bandeira, que viaja com a seleção brasileira, o atacante Paolo Guerrero, que vai para a Copa América, e sem saber ainda quando e se Muricy retorna ao Flamengo. A diretoria aguarda notícias do treinador, praticamente, de mãos atadas.

Muricy está em São Paulo. Ele foi se consultar com seu cardiologista particular. Após arritmia, ainda não tem retorno ao batente definido – de forma otimista, estima-se que volte na semana que vem. Entretanto, a dúvida que ronda a Gávea neste momento é se o treinador vai voltar de pronto ao trabalho.

A direção rubro-negra aguarda com expectativa o resultado dos exames aos quais o técnico foi submetido. Em paralelo à delicada situação, o trabalho de Muricy é também questionado internamente, mesmo com ele fora do banco de reservas na derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, quarta, pela Copa do Brasil.

Nesta avaliação, Muricy ainda não conseguiu montar um time organizado, mesmo tendo em mãos um elenco reforçado e com cinco meses decorridos no ano. A partida contra o Fortaleza foi mais um capítulo de uma equipe que dá muitos espaços ao adversário e que pouco consegue criar, mesmo tendo posse de bola. Do outro lado, há críticas sobre a formação do elenco e a demora em contratar um zagueiro – hoje, há apenas três no elenco. Além da perda sem reposição de Kayke no ataque, o que obrigou Muricy a escalar Ederson no ataque. Estes questionamentos recaem também sobre o departamento comandado por Rodrigo Caetano.

O único centroavante dentro do elenco, além de Guerrero, é Felipe Vizeu, de 19 anos. E a opção por Ederson evidencia a cautela da comissão técnica em lançar o garoto aos leões. Muricy Ramalho, deixara claro que não pretendia queimar os mais jovens em momento difícil. A saída de Wallace o obrigou a lançar Léo Duarte, por exemplo.

Diante do momento de crise e de questionamentos internos, o Flamengo adota um discurso de cautela em relação aos seus próximos movimentos para estancá-la. No entanto, o clube promete fazer uma cobrança bem mais forte aos jogadores a partir de agora. Mesmo sem expor o elenco, o clube promete exigir uma reação imediata do grupo e espera ver um novo comportamento já a partir deste domingo, na partida contra o Grêmio, em Porto Alegre, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Paolo Guerrero, principal investimento desde a vitória da Chapa Azul em 2012, se juntará à seleção peruana para a disputa da Copa América. Ele viaja nesta segunda-feira e sua presença no jogo de domingo em Porto Alegre ainda é incerta.

Outro provável desfalque rubro-negro é o colombiano Cuéllar. Para a posição, Muricy tem à disposição Ronaldo, Canteros e Márcio Araújo, mas não vem utilizando nenhum dos três com frequência.

GE

Recomendado para você pelo google

FÉ E DEVOÇÃO

Sexta-feira Santa em Cajazeiras é marcada por várias celebrações religiosas e grande número de fiéis

SAÚDE

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre a obesidade e médica endocrinologista tira dúvidas sobre a doença; Veja!

SEMANA SANTA PARA OS EVANGÉLICOS

VÍDEO: Pastor fala sobre significado da Páscoa para os protestantes: “É o sacrifício e a libertação”

ASSISTA E SE DIVIRTA!

É TIRO: Nova pegadinha de humorista Sousense causa pânico na população e muita correria. Veja!