header top bar

section content

Sem Massa, Brasil ficará sem piloto no grid da F1 pela 1º vez desde 1982

Com vertigem e dores de cabeça, Felipe decide em conjunto com equipe não participar da corrida em Budapeste, dando lugar ao reserva Paul di Resta

Por Luzia de Sousa

29/07/2017 às 14h22

Com vertigem e dores de cabeça, Felipe decide não participar

Pela primeira vez em quase 35 anos, a Fórmula 1 realizará uma corrida sem um piloto brasileiro no grid. Felipe Massa, que havia se sentido mal após o segundo treino livre para o GP da Hungria, ainda na sexta-feira, voltou a sentir um mal-estar neste sábado, na última atividade antes do treino classificatório. Assim, o paulista decidiu em conjunto com a Williams não participar da definição do grid, já que esta é uma prova de muito desgaste físico, o que fica ainda mais latente com as altas temperaturas do verão no país europeu. Consequentemente, Massa não participará da corrida no domingo, em Budapeste, dando lugar ao reserva da equipe britânica, Paul di Resta, que atualmente corre pela Mercedes na DTM (categoria alemã de turismo).

Apesar de treinar em simuladores da escuderia de Grove, Di Resta nunca guiou o carro de 2017, tendo pilotado um F1 pela última vez no GP do Brasil de 2013, quando era titular da Force India.

De acordo com as primeiras informações, Felipe está sentindo vertigem e muitas dores de cabeça, além de “alguma coisa nos ouvidos”, como relatou Claire Williams, chefe do time, em entrevista. Enquanto especula-se uma possível crise de labirintite, um exame mais completo será realizado apenas após a corrida. O piloto brasileiro ainda não concedeu entrevistas, mas Claire comentou a decisão de substituir Massa por Di Resta.

– Infelizmente o Felipe não está se sentindo bem o suficiente para guiar para o nosso time pelo resto do fim de semana. Como vocês sabem, ele se sentiu mal no 2º treino livre de ontem. Ele fez alguns testes no centro médico e depois no hospital e foi liberado para participar do 3º treino, mas no começo ele voltou a se sentir mal. Ele está sofrendo uma vertigem, alguma coisa nos ouvidos, mas eu não sei os termos médicos ao certo. Mas ele precisa de mais exames, que ele fará depois do GP. O time, em conjunto com Felipe, tomou a decisão de que ele não fará parte da classificação (neste sábado) e da corrida amanhã.

Massa, aliás, parece não ter sorte alguma na pista húngara. Em 2008, quando o piloto liderava a prova e brigava pelo título, seu motor explodiu a três voltas do fim da prova. No ano seguinte, o brasileiro sofreu o pior acidente da carreira ao ser atingido por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichelo, precisando passar por cirurgia e ficar afastado das pistas pelo resto daquela temporada.

G1

Tags:

Recomendado para você pelo google

POSSÍVEL CANDIDATO

VÍDEO: Ex-prefeito de Cachoeira dos Índios revela quais os ‘vices dos sonhos’ para sua chapa em 2020

AVENIDA LOTADA

VÍDEO: Show de comunidade católica famosa em todo o Brasil reúne multidão em São José de Piranhas

PREFEITO DE MONTE HOREBE

VÍDEO: Marcos Eron admite querer a reeleição, nega distanciamento da vice e manda recado para oposição

FENÔMENO

VÍDEO: Menino cajazeirense impressiona com habilidade no teclado e por ter fabricado instrumento