header top bar

section content

Sem ser ameaçado, Flamengo bate lanterna e volta a se aproximar do G-4

Ayrton e Gabriel marcam com categoria na vitória por 2 a 0 sobre o lanterna do Brasileiro. Time agora torce por tropeço do Palmeiras diante da Chapecoense

Por

04/10/2015 às 14h45

Ayrton comemora golaço de falta na vitória sobre o Joinville, no Maracanã (Foto: André Durão /G

O Flamengo venceu o lanterna do Campeonato Brasileiro, Joinville, de forma confortável na manhã deste domingo, diante de um belo público no Maracanã – 52.462 pagantes. Os gols da vitória valeram o ingresso: uma pintura de Ayrton, que achou o ângulo de Agenor em cobrança perfeita de falta aos 11 do segundo tempo, e depois o gol por cobertura de Gabriel. O time de Santa Catarina não conseguiu ameaçar os anfitriões – nenhum atacante do time do Joinville finalizou na partida – e segue na lanterna. A equipe carioca, que jogou de branco, volta a se aproximar do G4 e está a dois pontos do São Paulo, último na zona de classificação para a Libertadores – posição que pode mudar por conta da partida do Palmeiras, às 18h30.

No próximo fim de semana não haverá jogos do Campeonato Brasileiro por conta das primeiras rodadas das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Flamengo e Joinville só voltam aos gramados no dia 14, uma quarta-feira. Os cariocas enfrentarão outra equipe de Santa Catarina que luta contra o rebaixamento, o Figueirense, no Orlando Scarpelli. O Joinville, que na lanterna da competição, receberá o Coritiba em sua arena. Com a vitória, o Flamengo chega aos 44 pontos e torce contra o Palmeiras, que enfrenta a Chapecoense às 18h30 deste domingo. O time carioca teve os desfalques de Sheik e Paulo Victor, suspensos, além de Ederson e Wallace, fora para aprimorar forma física. Armero e Nixon estão lesionados.

Durante 12 minutos após o apito inicial, muitos toques para o lado e marcação. Flamengo e Joinville buscavam o domínio do meio de campo sem correr muitos riscos. Mas um velho problema por pouco não voltou a complicar o time. Aos 13, um erro de Alan Patrick, voltando com a dificuldade dos volantes na saída de bola, quase deu um gol a Anselmo – faltou pontaria. Só aos 19 o Flamengo chegou pela primeira vez, com Jorge buscando Guerrero na área. Ele escorou para Alan Patrick, Bruno Aguiar cortou. Aos 24, a melhor oportunidade da etapa. Paulinho recebeu de Alan Patrick em condição de finalizar, preferiu buscar Canteros, que aparecia livre e de frente para o gol, mas o argentino não alcançou. Menos de três minutos depois, Ratinho tirou tentativa de Paulinho em cima da linha. Aos 30, quando Canteros e Everton conseguiram duas furadas consecutivas, o Flamengo tinha mais de 73% de posse de bola. Mas nenhum gol até o intervalo.
 
A etapa final começou de forma bem diferente. O juiz mal apitou e Alan Patrick já desperdiçava uma oportunidade, após bom passe de Everton. Jorge também bateu com perigo, quase sem ângulo, minutos depois. Não demorou para abrir o placar. Aos 11 minutos, Ayrton cobrou falta com perfeição e abriu o placar: 1 a 0. Mesmo com a vantagem, o Flamengo seguiu valorizando a posse de bola, e César só foi fazer uma defesa de fato aos 24 minutos, em chute de Kadu. Mas o que poderia ser uma tentativa de reação, parou por aí. Tudo ficou ainda mais difícil quando Bruno Aguiar teve de deixar o jogo por conta de um choque com Éverton e o Joinville, já com três substituições, ficou com menos um. Gabriel tratou de encerrar a fatura com um gol por cobertura após passe de Alan Patrick, em lance polêmico.

GE

Tags:

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras