header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Técnico do flamengo diz que está sendo alvo de racismo pela imprensa

Técnico do Flamengo enxerga preconceito em parte das críticas e reclama de ter sido chamado de “Mourinho do Pelourinho”

Por

11/08/2015 às 10h55

Cristóvão disse que vai buscar seus direitos (Foto: Divulgação/Flamengo)

O técnico do Flamengo, Cristóvão Borges, disse estar sendo vítima de racismo em parte das críticas feitas na imprensa a ele, algo que ele afirma fugir do “padrão normal e comum”. Em entrevista ao canal “ESPN”, o treinador reclamou da frequência dos comentários negativos e insinuou ser perseguido.

“Venho sofrendo críticas que fogem ao padrão normal e comum do futebol. Críticas exacerbadas, que viraram perseguição. Algumas delas com conotação racista. São críticas insistentes e diárias. No conteúdo de algumas, conotação racistas”, afirmou Cristóvão, reclamando especificamente de um comentário publicado pelo jornalista Renato Maurício Prado em sua coluna no jornal "O Globo", onde é chamado de “Mourinho do Pelourinho”.

Não é a primeira vez que o técnico reclama de racismo publicamente. No ano passado, ele revelou ter sido alvo de preconceito racial quando trabalhou no Vasco. A origem, conta, eram os torcedores da social de São Januário.

Assim, Cristóvão afirma reconhecer o racismo de longe. “E eu enxergo o racista a qualquer distância por causa da grandeza do Flamengo. A tolerância comigo é diferente”, disse, negando que o problema afete seu trabalho. “Me preparei para isso”, declarou. “O racismo existe e é camuflado, como tem sido essas críticas”, declarou o técnico, que sinalizou que pode ir à Justiça.

“Se passa do ponto e me afeta como cidadão, vou procurar meus direitos”, disse.

Band

Tags:
HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir