header top bar

section content

Sorteio da Copa América define reedição de duelo Neymar x Zuñiga

Cabeça de chave do Grupo C, seleção brasileira vai reencontrar a Colômbia em 2015. Peru e Venezuela também estão na chave do Brasil. Torneio acontece no Chile

Por

25/11/2014 às 08h20

Copa América terá um novo reencontro entre Neymar e Zuñiga (Foto: Reuters)

Menos de um ano após duelarem nas quartas de final da Copa do Mundo, Brasil e Colômbia voltarão a se enfrentar em um torneio oficial. Na noite desta segunda-feira, em cerimônia em Viña del Mar, a Conmebol sorteou os grupos da Copa América 2015, que será realizada entre junho e julho de 2015, no Chile. A partida marcará um novo encontro (os dois países se enfrentaram após a Copa em amistoso em setembro) entre Neymar e Zuñiga. O volante colombiano foi o responsável por tirar o brasileiro do Mundial, com uma joelhada nas costas. Peru e Venezuela completam o Grupo C. 

O time de Dunga vai estrear no dia 14 de junho, contra o Peru, em Temuco, a cidade mais ao sul do torneio – 671 km distante de Santiago. As outras duas partidas da equipe canarinho na primeira fase serão em Santiago: em 17 de junho, a Seleção pega a Colômbia, e quatro dias depois encerra a participação na primeira fase contra a Venezuela. 

Das mãos dos ex-jogadores chileno Elias Figueroa e Iván Zamorano, do paraguaio Carlos Gamarra, e do argentino Léo Rodríguez, saiu a definição das chaves. Grupo A será formado por Chile, México, Equador e Bolívia. A Argentina, por sua vez, está no Grupo B, ao lado do Uruguai, Paraguai e Jamaica. 

Os 12 participantes foram divididos em três grupos. Os dois primeiros de cada chave, além dos dois melhores terceiros colocados, avançam às quartas de final. 

Em viagem pela Europa para acompanhar jogos de clubes europeus, o técnico Dunga não esteve no evento, mas foi representado por seu auxiliar, Andrey Lopes. Ele deu a entender que a seleção realizará a preparação em Santiago, minimizou o reencontro entre Neymar e Zuñiga, mas se mostrou preocupado com o tempo de preparação para o torneio, uma vez que a final da Liga dos Campeões, por exemplo, acontece oito dias antes da estreia do Brasil. 

– Já enfrentamos a Colômbia (em amistoso) nos Estados Unidos. Ele (Neymar) mesmo já falou com o Zuñiga, sem problema nenhum… O problema  é que a final (da Champions) é no dia 6 de junho, mas não temos como saber quem vai estar lá. Não adianta falar agora – disse o auxiliar de Dunga. 

Quem também representou a CBF no sorteio foi presidente José Maria Marin. Ele pregou respeito à Colômbia, mas demonstrou confiança na seleção brasileira e elogiou o início de trabalho do técnico Dunga. 

– Como sempre, será uma festa de confraternização. Não será a primeira vez que enfrentamos a Colômbia. Sempre é difícil, sempre temos o maior respeito… Com o Dunga, nós sofremos apenas um gol, e isso nos dá confiança para fazer um bom trabalho na Copa América – disse Marin.

Mascote, bola e suspiros

Durante o evento de gala, foi apresentado o mascote do torneio. Por ser um animal típico do Chile, a raposa foi escolhida como símbolo da competição. O mascote, no entanto, ainda não tem nome. Até o dia 28 de novembro, os chilenos têm três opções para batizá-lo: "Zincha", combinação de zorro (raposa em espanhol) e hincha (torcida em espanhol), destacando a importância dos milhões de torcedores que o futebol sul-americano; "Andi", fazendo referência à Cordilheira dos Andes; e "Kul", se referindo a "culpeo", família a qual pertence a raposa chilena, e ao kultrun, tambor cerimonial da cultura Mapuche.

Além do mascote, a bola da Copa América também foi apresentada. Ela se chama “Cachaña”, expressão chilena que equivale a algo semelhante a “drible de corpo”, e tem tecnologia utilizada nos Campeonatos Inglês, Espanhol, Italiano e Taça Libertadores.

O evento foi apresentado pela modelo e apresentadora chilena Tonka Tomicic. Assim como a brasileira Fernanda Lima, no sorteio da Copa do Mundo de 2014, ela arrancou suspiros da plateia e roubou a cena na cerimônia. Ela teve a companhia do também apresentador Martín Cárcamo. A atração musical ficou por conta da cantora de rap Anita Tijoux. 

O presidente da Conmebol, Juan Ángel Naput, subiu ao palco e elogiou o presidente da CBF, José Maria Marin, e o presidente eleito, Marco Polo Del Nero, por permitirem que o Chile sediasse a edição 2015 da Copa América. Pelo revezamento adotado pela entidade, seria a vez de o Brasil receber a competição.

Em seguida, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, fez um longo discurso e disse que será uma honra para o país receber estrelas internacionais como Messi e Neymar.

Novidades

O Comitê Executivo da Conmebol decidiu acabar com a prorrogação nos duelos das quartas de finais e das semifinais – as duas primeiras fases de mata-mata, portanto, serão decididas por pênaltis caso haja empate após os 90 minutos. Na final, a prorrogação está mantida.
A entidade também pediu para a Fifa a autorização para que sejam feitas quatro substituições na partida final (em vez das três que a regra prevê), mas ainda não houve resposta de Zurique.

Os técnicos devem mandar para a Conmebol suas listas definitivas, de 23 jogadores, até o dia 1 de junho de 2015. Uma lista prévia, com 30 nomes, tem que ser mandada para a organização um mês antes do início do torneio – ou seja, 11 de maio.

Como acontece desde 1993, a Copa América terá 12 participantes, os dez integrantes da Conmebol e mais dois convidados. Neste ano, serão México e Jamaica – este papel já foi ocupado por Costa Rica, Honduras e até Japão.

A Copa América terá mais sete seleções além dos países convidados (México e Jamaica) e dos cabeças de chave (Chile, Argentina e Brasil). São elas: Uruguai, Colômbia, Peru, Paraguai, Equador, Bolívia, Venezuela.

O Uruguai conquistou a última edição da Copa América. Em 2011, a Celeste bateu o Paraguai por 3 a 0 na decisão. A competição foi realizada na Argentina. 

Globo Esporte

Tags:
ESPERANÇA NA POLÍTICA!

VÍDEO: Pastor evangélico fala sobre Bolsonaro: “Ele incorporou o que a sociedade acredita: a família”

ASSISTA!

Arquitetura, urbanismo e direitos humanos marcaram último episódio da temporada do Coisas de Cajazeiras

VÍDEO

Comemorando o dia dos Direitos Humanos, professor fala sobre os avanços da data no Diversidade em Foco

SERTÃO PRESTIGIADO

VÍDEO: Com cajazeirense na vice-presidência, OAB-PB empossa os eleitos para comandar a instituição