header top bar

section content

Suárez revela choro após acerto com Barça: ‘Tive medo que voltassem atrás’

Uruguaio diz que pensou que sua carreira tivesse acabado após punição de quatro meses por mordida em Chiellini e cita vontade de se aposentar no Barcelona

Por

20/10/2014 às 09h01

A mordida no zagueiro italiano Chiellini, no dia 24 de junho, fez Luis Suárez interromper o melhor momento de sua carreira. A temporada fantástica com o Liverpool e as boas atuações na Copa do Mundo com o Uruguai viraram assunto em segundo plano, principalmente depois que o atacante foi suspenso por quatro meses pela Fifa. Sua redenção veio na contratação pelo Barcelona, que apostou suas fichas mesmo diante da polêmica e fez o polêmico jogador chorar de alívio ao ver que sua carreira não seria interrompida precocemente.

– Senti que tinha arruinado minha carreira. A princípio, não queria saber de nada nem ninguém.

Me fechei com a família, mas logo refleti, pedi perdão e me senti livre. Começaram os contatos com o Barça, e quando Pere (Guardiola, seu empresário) me chamou para dizer que estava feito, comecei a chorar pela situação que estava vivendo e o apoio que o Barça estava me oferecendo. Me senti feliz pelo compromisso que o clube demonstrou comigo. Tive medo de que voltassem atrás, por toda a repercussão que teve o incidente. Era consciente que poderia acontecer isso – declarou ao canal espanhol TV3.

Apesar do acerto com o Barça, Suárez continuou evitando aparecer em público, já que a punição original imposta pela Fifa o impedia de qualquer atividade oficial como jogador de futebol por quatro meses. O Tribunal Arbitral do Esporte fez com que a pena ficasse mais branda, e o atacante pudesse ser apresentado e atuar em amistosos.

– Trabalhava na academia, evitando câmeras e paparazzi. Foram momentos complicados, porque não me sentia profissional. Acreditava que estava me escondendo, estava fazendo algo que não devia. Mas tudo isso aconteceu por um erro que cometi, assumo e aceito as críticas – relatou Suárez.

 Todo o ciclo vivido desde a mordida no defensor italiano na fase de grupos da Copa do Mundo chegará ao fim no próximo sábado, quando a punição chega ao fim, e o atacante enfim fará sua estreia oficial como jogador do Barcelona. O adversário será logo o maior rival do clube catalão, o Real Madrid, e o palco, a casa adversária, o Santiago Bernabéu. Um jogo perfeito para Suárez tentar fazer a diferença.

Porém, o uruguaio não se vê no direito de pedir para jogar.

– Ainda não me imagino jogando, pois isso pode trazer um passado ruim. Mas me imagino com os companheiros, me preparando para o jogo. Não é meu jeito de ser, pedir ao treinador que me coloque no jogo. Não me atrevo a dizer a Luis Enrique que quero jogar no Bernabéu. Quero apoiar meus companheiros e valorizar o fato de me sentir jogador – completou o atacante, dizendo que sua "carreira perfeita" seria se aposentar no Barcelona.

GE

Tags:
PROBLEMA GRAVE

VÍDEO: No Xeque-Mate, voluntários debatem sobre maus tratos e abandono de animais em Cajazeiras

SANTO PADROEIRO

VÍDEO: Padre anuncia programação da festa de Dom Bosco em Cajazeiras; festival de música é confirmado

FÓRUM AÇUDE GRANDE

VÍDEO: Grupo entrega documento no MP para fortalecer campanha de revitalização do açude de Cajazeiras

"FICOU DESPREZADA"

VÍDEO: Mulher acusa HRC de negligência no caso da morte de sua irmã após parto; hospital responde