header top bar

section content

Paraíba vai sediar Brasileiro de Nado Sincronizado neste final de semana

Disputas vão acontecer na piscina do Clube Cabo Branco

Por

15/08/2014 às 09h31

Grêmio Cief vai se apresentar no Brasileiro de Nado Sincronizado (Foto: Lucas Barros)

João Pessoa vai sediar o Campeonato Brasileiro de nado sincronizado, na piscina do Clube Cabo Branco, a partir desta quinta-feira. De acordo com o presidente da Federação de Esportes Aquáticos da Paraíba (FEAP), Antônio Meira Leal, 22 clubes de 17 estados do país vão estar presentes na competição.

Toinho, como é mais conhecido o dirigente, disse ainda que o torneio vai ser disputado nas modalidades figura, solo, duplas e equipes, nas categorias iniciante, infantil, júnior e sênior.

– São 22 clubes de vários estados, como Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, São Paulo, Paraná, Para, Minas Gerais, Alagoas, Distrito Federal, entre outros. Não me lembro de todos os estados que estão aqui, mas sei que são 17 – contou Toinho.

Apesar da grande concorrência, a técnica do Grêmio Cief, Ana Miranda, acredita que suas atletas estão preparadas para encarar as adversárias no Campeonato Brasileiro. Segundo a treinadora, as nadadoras paraibanas passaram as férias treinando e estão preparadas para dar o máximo nesta competição. 

– São 34 meninas para administrar e ensinar a coreografia. Mas mesmo assim elas estão prontas para participar da competição e nós esperamos que elas conquistem bons resultados – afirmou Ana Miranda.

 A competição começa nesta quinta-feira, com o congresso técnico, e vai até o domingo, com a disputa das finais. 

Globoesporte

Tags:

Recomendado para você pelo google

SESSÃO NA CÂMARA

VÍDEO: Em Cajazeiras, coordenador de Diversidade Religiosa na PB fala sobre diálogo e busca por respeito

ASSASSSINATO

VÍDEO! Delegado fala sobre o crime de homicídio que vitimou professor de karatê em Sousa

SEM POLÍTICAS PÚBLICAS

VÍDEO – Líder lamenta ‘desprezo’ dos governos e ‘extinção’ da cultura dos ciganos na cidade de Sousa

VÍDEO

SERTÃO: Empresário sugere vaquinha para “salvar” feira de negócios após prefeitura negar apoio