header top bar

section content

Neymar “foge” de casamento com Bruna Marquezine e diz não saber de tática

Renata Vasconcellos e Tadeu Schmidt durante entrevista com Neymar para o "Fantástico" (Reprodução/Globo) O "Fantástico" fez o maior estardalhaço em cima da entrevista exclusiva com Neymar, como se tivesse sido um esforço de reportagem conseguir o privilégio, um monte de chamadas ao longo do programa e no fim levou ao ar um negócio bem "vazio". […]

Por

21/07/2014 às 19h30

Renata Vasconcellos e Tadeu Schmidt durante entrevista com Neymar para o "Fantástico" (Reprodução/Globo)

O "Fantástico" fez o maior estardalhaço em cima da entrevista exclusiva com Neymar, como se tivesse sido um esforço de reportagem conseguir o privilégio, um monte de chamadas ao longo do programa e no fim levou ao ar um negócio bem "vazio". Um ou outro momento mais interessantes e mais nada. 

Ele, um jogador de futebol, craque e ausência mais sentida da Seleção na Copa após se machucar, mas acharam de perguntar a ele sobre casamento com Bruna Marquezine. Acabou ficando ruim para a atriz global. 

"Não, somos novos, ainda. Ela tem 18, eu tenho 22. A gente tem que viver um pouco a vida", despistou ele.

"Ela ficou praticamente 24 horas comigo", contou, em outro momento, sobre o apoio que recebeu no tratamento da lesão na coluna durante o Mundial. Mas depois reclamou desse excesso de Bruna Marquezine no seu pé. "Era até um pouco chato, porque eu ficava com os meus amigos, com todo mundo e…sabe como é namorada, né? Gosta de estar toda hora junto." 

Reprodução TV Globo

Talvez no momento mais relevante do papo exclusivo conseguido pelo "Fantástico" antes das demais TVs (fruto de um enorme esforço, claro), chamou atenção o fato de o único craque da Seleção Brasileira (sim, infelizmente não há ninguém, além de Neymar) admitir: "eu sou um cara que não entende muito de tática". Como assim não entende muito de algo tão importante na exercício da sua profissão, ainda mais ele, um jogador de tamanho destaque? Para quem ouviu, soou como desleixo dele ou dos seus "professores" nos times de futebol pelos quais jogou. 

A declaração foi dada após ser perguntado por Tadeu Schmidt, o outro enviado da Globo à casa da família do jogador no Guarujá, sobre os possíveis erros do time brasileiro em vários aspectos. Mas, como se não quisesse se comprometer, Neymar não quis falar mais francamente sobre nada disso. "Não teve um principal erro da Seleção. Tinha um comandante [Felipão] que era um dos melhores que já teve". 

"Se ele errou? Depende do quê? Eu não digo que ele errou, que ele foi mal no que fez, foi mal na escalação, não digo isso. Acho que na minha opinião eu também escalaria os mesmos 23 que foram para a Copa", defendeu o treinador.

"Que nota mereceu a Seleção nessa Copa?", perguntou Renata Vasconcellos, em determinado momento, crente de que acabara de fazer uma pergunta espetacular. "Regular, uma nota que passe de ano, 6 ou 7, no máximo", ele respondeu. 

Enfim, uma entrevista bem decepcionante. Ainda mais com todo o alarde feito em cima dela. 

YAHOO

Tags:

Recomendado para você pelo google

ELITISMO?

VÍDEO: Escolas federais têm segurança, mas as outras são ‘destratadas’, afirma diretor em Cajazeiras

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo fala sobre o Festival de Prêmios do Atlético e do clássico contra o Sousa

MASSACRE DE SUZANO

VÍDEO: Psicóloga fala sobre jogos eletrônicos e ausência da família influenciando tragédias com jovens

O CAMINHO

VÍDEO: Em Pombal, Frei Gilson declara que a Igreja Católica precisa pregar um catolicismo praticante