header top bar

section content

VÍDEO: Vereador diz que PT quer uma ‘frente progressista’ na Paraíba e que a gestão de Luciano é ‘lenta’

Marcos Henriques, do PT de João Pessoa, afirmou que o partido vai esperar nos próximos dias a consolidação desse projeto para apresentar à sociedade

Por Jocivan Pinheiro

27/02/2018 às 16h51 • atualizado em 27/02/2018 às 16h56

Por uma questão de aproximação entre o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o ex-presidente Lula (PT), e também por ideologias em comum, o Partido dos Trabalhadores na Paraíba deverá apoiar o candidato de Ricardo ao governo do estado neste ano.

Para isso, porém, segundo o vereador Marcos Henriques, do PT de João Pessoa, o partido quer articular uma ‘frente progressista de esquerda’ em torno de um projeto político-social. Ele disse que o PT vai esperar nos próximos dias a consolidação desse projeto para apresentá-lo à sociedade.

VEJA TAMBÉM: Senador do PT critica possível aliança com PMDB no Ceará: “Nem casamento arranjado é desse jeito”

‘Luciano é lento’

Perguntado sobre a provável candidatura do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (ex-PT e hoje no PSD), ao governo do estado, Henriques disse que é normal, mas aproveitou para criticar a gestão – que ele chamou de lenta – e a ‘mudança de lado’ do prefeito.

“Ele tinha algumas políticas afirmativas na época do governo Dilma, quando fez algumas questões importantes como creches, escolas, PSF’s, frutos de uma política nacional do governo Dilma, política essa que ele virou as costas saindo do PT e dando voz a esses golpistas que tomaram nosso país de assalto”, declarou.

DIÁRIO DO SERTÃO

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar

GOVERNADOR ELEITO

VÍDEO: Azevêdo diz que apesar de Sousa não eleger nenhum deputado, cidade terá representante no governo

AGRADECIMENTOS

VÍDEO: Em show após morte do pai, cantor cajazeirense emociona ao contar trajetória e apoio da família

SE POSICIONANDO

Líder católico de Cajazeiras grava vídeo fazendo apelo para não votarem em Bolsonaro “pelo amor de Deus”