header top bar

section content

Radialista de Cajazeiras alfineta gestão e diz que reduzir horário não diminui gastos: ‘Tem que cortar secretários’

Para ele, os prefeitos do país resolveram dizer que estão enfrentando a crise pela qual o Brasil passa, mas não têm coragem de começar os cortes na carne

Por

22/09/2015 às 16h25

O radialista Jarismar Pereira em seu comentário Direto ao Ponto para a TV Diário do Sertão nesta terça-feira (22) falou sobre a tal medida administrativa de contenção de despesas que está sendo tomada em vários municípios, inclusive em Cajazeiras.

Jarismar criticou tais medidas dizendo que elas podiam ter sido tomadas antes que a crise se efetivasse. “Se o governo já estava reclamando e a população estava sendo atingida pela crise, por que os prefeitos sentiram os efeitos só agora?“, indagou.

Para Jarismar, os prefeitos de todo o país resolveram dizer que estão enfrentando a tal crise financeira pela qual o Brasil passa, mas não têm coragem de começar os cortes “na própria carne”.

Leia também: 

?Em decreto, prefeita Denise Albuquerque estabelece medidas administrativas para contenção de despesas no município

“É preciso diminuir os gastos em um grande valor, não somente cortando cafezinho. É preciso acabar com as diárias, com as festas e com o gasto em combustível”, disse.

Jarismar alfinetou ainda mais dizendo que a medida de contenção de redução de horário diminui apenas o gasto com energia. “É necessário diminuir o número de secretários e cortar gratificações. Acabar com os contratados e diminuir os comissionados”.

DIÁRIO DO SERTÃO 

Tags:

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras