header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Empresário denuncia que merenda de escola é banana e insinua que prefeitura da região de Cajazeiras virou motel

Segundo o empresário, o esquema na cidade é pior que a 'Operação Andaime’: “Se a PF baixar lá vai presa a família toda”

Por

11/09/2015 às 16h54

?

O empresário da cidade de São João do Rio do Peixe, Wagner Breckenfeld  (PTB) voltou a falar da união do grupo de oposição para formação de chapa forte na tentativa de ‘derrubar’ o prefeito Airton Pires (PSC), que ele mesmo ajudou a eleger. “Não serei problema, mas defendo o novo”.

Wagner Breckenfeld  lembrou do rompimento com o atual gestor, antes da posse em 2013 e reafirmou que não foi por ter interesses contrariados. “Se tem me ouvido não estava na desgraça que está hoje”.

*Ex-aliado de prefeito de São João descarta reaproximação e fala alianças com adversário

O sãojoanense insinuou que Airton Pires não tem confiança e pudor necessários aos gestores públicos: “Se estivesse com ele, garanto que qualquer mãe de família poderia mandar sua filha para o gabinete que seria bem recebida e bem tratada”. E mandou um recado ao chefe do executivo: “O senhor mantenha um certo respeito no seu gabinete. Respeite as mães de famílias. È necessário que o senhor explique o que está acontecendo nos gabinetes porque é uma coisa estarrecedora. O que me parece é que a água num determinado gabinete tem muito Viagra”

Falando sobre o nome das oposições para 2016, o empresário disse que o importante é tirar de São João do Rio do Peixe do marasmo e da ‘maracutaia’, do nepotismo e da indústria criada na gestão pública. “A chaga maior é ficar refém dos empresários, terceirizar serviços para amigos e familiares, com o objetivo de enricar e não servir a população. São malfeitores que vivem  pendurado nas tetas da prefeitura”

Sem medir as palavras, Wagner Breckenfeld  disparou: “Se a Polícia Federal chegar em São João do Rio do Peixe tem uma família que vai ficar só o retrato na parede, o resto vai tudo preso. É uma indústria deslavada”

De acordo com sãojoanense, Airton Pires copia a ação denunciada na Operação Andaime, onde uma empresa ganhava a licitação e a obra era executada pela prefeitura, mas destacou um agravante: “Pior que ele mesmo aluga os equipamentos para complementar o salário dele que é enorme, R$18 mil”.

O empresário denunciou também, que os irmãos do prefeito estão fraudando as licitações. “Eles pegam uma empresa de um amigo e botam carros da família para serem locados. É a pior imoralidade em termos de gestão pública deste país”

Educação
Ele denunciou ainda que Airton Pires entregou os kits escolares recentemente, que deveria ser entregue no início do ano letivo. “A merenda escolar era banana com bolacha”

Ouça áudio da rádio Arapuan!

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir