header top bar

section content

Rio de Janeiro estende até agosto a vacinação contra gripe

A Secretaria Municipal de Saúde orienta que é necessário respeitar o escalonamento para evitar aglomerações nos postos

Por Agência Brasil

14/07/2021 às 09h33

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. (Foto: Ilustrativa)

A campanha de vacinação contra a gripe foi estendida até 30 de agosto para o público de seis meses de idade a 60 anos na cidade do Rio de Janeiro.

A partir desta quarta-feira (14), quem estiver nesta faixa pode receber o imunizante nas unidades de atenção primária como as clínicas da família e centros municipais de saúde.

7O atendimento, por faixa etária, é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A meta da prefeitura é imunizar 2,2 milhões de pessoas.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta que é necessário respeitar o escalonamento para evitar aglomerações nos postos.

Conforme o calendário, desta quarta-feira (14) a 28 de julho serão vacinados contra a gripe quem tem de seis meses a 17 anos.

Entre 21 e 30 de julho, será a vez da faixa de 51 a 60 anos. De 28 de julho a 10 de agosto, de 41 a 50 anos.

Entre 10 e 18 de agosto, serão atendidas pessoas de 31 a 40 anos, e de 18 a 30 de agosto, de 18 a 30 anos.

Até nesta terça-feira (13), a campanha vacinou exclusivamente os grupos prioritários que são os idosos a partir de 60 anos; crianças de seis meses a cinco anos; gestantes e mulheres até 45 dias após o parto; indígenas e quilombolas; pessoas com comorbidades ou deficiência permanente; trabalhadores da saúde e da educação; caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo e de longo percurso; portuários; população privada de liberdade, adolescentes sob medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional; forças de segurança e salvamento e forças armadas.

As pessoas desses grupos que ainda não se vacinaram contra a gripe também podem procurar os postos para receber o imunizante.

Quem tomou ou ainda vai receber a primeira ou a segunda dose da vacina contra a covid-19, precisa respeitar o intervalo de 14 dias entre as imunizações para as duas doenças.

Tags:
DURANTE VISITA NO SERTÃO

VÍDEO:Governador responde sobre possível aliança de Veneziano com Cássio: “Prefiro acreditar no senador”

PEDIDO DE SOCORRO

VÍDEO: Há 7 meses sem repasse da prefeitura, ONG que protege animais pode fechar as portas em Sousa

ACUSAÇÕES

VÍDEO: Carlos Antônio rompe o silêncio e alega que Denise perdeu eleição porque Zé Aldemir comprou votos

PREGO BATIDO

VÍDEO: João Azevêdo diz que não haverá na sua chapa políticos que apoiam Bolsonaro: “Essa é uma regra”

Recomendado pelo Google:
error: Alerta: Conteudo Protegido !!