header top bar

section content

Após polêmica do fim do SAMU, presidente do COREN diz que país não vive sem o órgão

Inicialmente, Ronaldo falou sobre a importância do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) para a população brasileira.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

20/05/2016 às 15h19 • atualizado em 20/05/2016 às 17h32

As verbas da Saúde destinadas ao programa Farmácia Popular e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) só devem durar até agosto. A informação foi divulgada no dia 07 de maio de 2016, pelo ex-ministro da Saúde, Agenor Álvares da Silva, ao jornal “Estado de S. Paulo’’.

VEJA MAIS

►  Bomba: Ministro da Saúde declara que Samu e Farmácia Popular podem acabar no mês de agosto em todo Brasil

Segundo Agenor, a dificuldade de pagamento se deve à redução de R$ 5,5 bilhões no orçamento previsto para o Ministério da Saúde este ano. O ex-ministro afirmou que a falta de dinheiro afetaria o Aqui Tem Farmácia Popular, resultado do programa inicial, que consiste na venda subsidiada de remédios para várias doenças à população.

Vigilante sobreviveu ao grave acidente e agradeceu ao Samu pelo resgate (Foto: Charley Garrido)

Vigilante que sobrevive após grave acidente agradeceu ao Samu pelo resgate (Foto: Charley Garrido)

Em entrevista a reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, o presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba, Ronaldo Beserra, e ele falou sobre a importância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para a sociedade brasileira.

Técnica de enfermagem durante atendimento em Sousa (foto: Charley Garrido)

Técnica de enfermagem durante atendimento em Sousa (foto: Charley Garrido)

Inicialmente, Ronaldo falou sobre a importância do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) Regional de Sousa, que é responsável pelo componente Regulação dos Atendimentos de Urgência, pelo Atendimento Móvel de Urgência da Região e pelas transferências de pacientes graves da região. O Samu de Sousa atende atualmente a 26 municípios e presta assistência de atendimento pré-hospitalar a 300.000 habitantes.

Ronaldo falou ainda sobre as declarações do ex-ministro da Saúde, Agenor Álvares, sobre o fim da verba para o SAMU:

“Sou um cara cristão e acredito e Deus, a mudança de governo aconteceu, eu creio que o SAMU jamais acabe, pois, essa equipe é essencial para a sociedade. O que é preciso fazer é melhorar o órgão, mandando ambulâncias novas e mais verbas. As equipes que trabalham diariamente na chuva, sol, passando sede, transportando vítimas de acidentes gravíssimos, ou até mesmo realizando trabalho de parto. Creio que o SAMU vai melhorar, porque não se vive mais no Brasil sem o SAMU”, destacou Ronaldo.

Samu realizando atendimento à vítima no local do acidente (Foto: João Fábio)

Samu realizando atendimento após acidente (Foto: João Fábio)

192
O Samu oferece um serviço de urgência apropriado, com uma equipe de profissionais capacitados. Através do número 192 no caso de necessidade e urgência, a equipe do SAMU prestará o auxílio imediato, possibilitando maiores oportunidades de reabilitação e recuperação da saúde.

DIÁRIO DO SERTÃO

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis