header top bar

section content

Após polêmica do fim do SAMU, presidente do COREN diz que país não vive sem o órgão

Inicialmente, Ronaldo falou sobre a importância do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) para a população brasileira.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

20/05/2016 às 15h19 • atualizado em 20/05/2016 às 17h32

As verbas da Saúde destinadas ao programa Farmácia Popular e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) só devem durar até agosto. A informação foi divulgada no dia 07 de maio de 2016, pelo ex-ministro da Saúde, Agenor Álvares da Silva, ao jornal “Estado de S. Paulo’’.

VEJA MAIS

►  Bomba: Ministro da Saúde declara que Samu e Farmácia Popular podem acabar no mês de agosto em todo Brasil

Segundo Agenor, a dificuldade de pagamento se deve à redução de R$ 5,5 bilhões no orçamento previsto para o Ministério da Saúde este ano. O ex-ministro afirmou que a falta de dinheiro afetaria o Aqui Tem Farmácia Popular, resultado do programa inicial, que consiste na venda subsidiada de remédios para várias doenças à população.

Vigilante sobreviveu ao grave acidente e agradeceu ao Samu pelo resgate (Foto: Charley Garrido)

Vigilante que sobrevive após grave acidente agradeceu ao Samu pelo resgate (Foto: Charley Garrido)

Em entrevista a reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão, o presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba, Ronaldo Beserra, e ele falou sobre a importância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para a sociedade brasileira.

Técnica de enfermagem durante atendimento em Sousa (foto: Charley Garrido)

Técnica de enfermagem durante atendimento em Sousa (foto: Charley Garrido)

Inicialmente, Ronaldo falou sobre a importância do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) Regional de Sousa, que é responsável pelo componente Regulação dos Atendimentos de Urgência, pelo Atendimento Móvel de Urgência da Região e pelas transferências de pacientes graves da região. O Samu de Sousa atende atualmente a 26 municípios e presta assistência de atendimento pré-hospitalar a 300.000 habitantes.

Ronaldo falou ainda sobre as declarações do ex-ministro da Saúde, Agenor Álvares, sobre o fim da verba para o SAMU:

“Sou um cara cristão e acredito e Deus, a mudança de governo aconteceu, eu creio que o SAMU jamais acabe, pois, essa equipe é essencial para a sociedade. O que é preciso fazer é melhorar o órgão, mandando ambulâncias novas e mais verbas. As equipes que trabalham diariamente na chuva, sol, passando sede, transportando vítimas de acidentes gravíssimos, ou até mesmo realizando trabalho de parto. Creio que o SAMU vai melhorar, porque não se vive mais no Brasil sem o SAMU”, destacou Ronaldo.

Samu realizando atendimento à vítima no local do acidente (Foto: João Fábio)

Samu realizando atendimento após acidente (Foto: João Fábio)

192
O Samu oferece um serviço de urgência apropriado, com uma equipe de profissionais capacitados. Através do número 192 no caso de necessidade e urgência, a equipe do SAMU prestará o auxílio imediato, possibilitando maiores oportunidades de reabilitação e recuperação da saúde.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan