header top bar

section content

Justiça defende: ‘lagartixa tem direito de circular nas paredes’

Réptil motivou processo judicial, após entrar em aparelho de ar condicionado e queimá-lo.

Por Priscila Belmont

07/03/2017 às 20h00 • atualizado em 07/03/2017 às 18h07

O réptil, que entrou no compartimento do motor, morreu. © Pixabay

Uma lagartixa motivou uma causa judicial, em Florianópolis, ao entrar em um aparelho de ar condicionado e quebrá-lo. A dona do equipamento processou o fabricante, que se recusou a bancar o conserto do equipamento quebrado.

O parecer da 1ª Turma de Recursos do Tribunal de Justiça da Capital de Santa Catarina foi favorável à consumidora: “Uma lagartixa tem todo o direito de circular pelas paredes externas das casas à cata de mosquitos e outros pequenos insetos que constituem sua dieta alimentar”.

Segundo os juizes, a empresa não apenas tem de arcar com o conserto, mas também foi condenada a pagar R$ 1,5 mil em honorários. Se os fabricantes alegaram descuido da cliente, os juizes que o réptil demonstrou a fragilidade do equipamento. E acrescentaram: “a área que legitimamente pertence às lagartixas. (…) era só o que faltava exigir que o autor ficasse caçando lagartixas pelas paredes de fora ao invés de se refrescar no interior de sua casa”, publicou o G1. O réptil, que entrou no compartimento do motor, morreu.

Notícia ao Minuto

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan