header top bar

section content

Engenheiro revela que terreno doado para o IML de Cajazeiras está pela metade – VÍDEO

Segundo o engenheiro Alexandre Costa, o terreno doado pela Prefeitura não possui a dimensão descrita na planta

Por Jocivan Pinheiro

19/02/2016 às 16h29 • atualizado em 20/02/2016 às 16h10

O funcionamento do IML de Cajazeiras parece que começa a ficar bem encaminhado após reuniões que os representantes de entidades de classe e da sociedade civil organizada tiveram com o diretor do IML da Paraíba, Israel Aureliano, e a superintendente da SUPLAN (Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado), Simone Guimarães.

Reunião das entidades de classe de Cajazeiras com o diretor do IML da Paraíba (3º à esquerda)

Já se sabe que o senador cajazeirense Raimundo Lira (PMDB) destinou duas emendas – e não apenas uma como havia sido divulgado – para a construção do IML, uma no valor de R$ 1 milhão e outra de R$ 500 mil.

A construção está garantida, já que além dessas emendas há também uma campanha organizada pelas entidades de classe para arrecadar material para a obra.

Falta apenas confirmar a participação do Estado na doação de equipamentos e profissionais para o pleno funcionamento do instituto. Para ter essa confirmação – ou não – foi protocolado um pedido de audiência com o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Porém, no meio dessas novidades há uma que é, no mínimo, curiosa, e que nem os próprios representantes das entidades envolvidas sabem explicar.

Alexandre Costa revela que terreno doado para o IML de Cajazeiras é menor do que o anunciado

Segundo o engenheiro e empresário Alexandre Costa, o terreno doado pela Prefeitura de Cajazeiras, onde está sendo construído o IML, não possui a dimensão descrita na planta. Durante participação ao vivo no programa Olho Vivo, da TV Diário do Sertão, ele revelou que o terreno anunciado possui 11.400 m², mas ao realizarem a medida, constatou-se que ele possui apenas 6.300 m².

“Ninguém entende. Quando a gente chegou para construir lá, para delimitar, só tínhamos 6.300 [m²]. Não nos compete dizer por que razão aconteceu isso, mas estão lá os 6.300. Nós fizemos o levantamento da área. Inclusive doamos o projeto de terraplanagem em cima desses 6.300”, explicou.

Máquina faz a demarcação do terreno doado pela Prefeitura para o IML de Cajazeiras

.‘Vácuo’ dos políticos na campanha

Alexandre Costa voltou a cobrar mais participação dos políticos cajazeirenses na campanha pelo IML. Por enquanto comenta-se apenas as emendas do senador Raimundo Lira, mas nas audiências com autoridades percebe-se um “vácuo” deixado pelos representantes cajazeirenses dos poderes Executivo e Legislativo.

“Está existindo um vácuo nesse tipo de atuação e essas entidades estão assumindo. Uma reunião com o diretor do IML, com o diretora da Suplan, isso é função específica dos deputados da cidade, não é função nossa. Às vezes causa até ciumeira. Como ninguém sabe por que razão as coisas não andam, nós estamos cumprindo nossa missão.”

DIÁRIO DO SERTÃO

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview