header top bar

section content

Funcionários de Cajazeiras e Campina decidem manter greve nos campi do IFPB

A greve já dura 58 dias e até agora não há perspectiva do governo Federal atender as reivindicações dos servidores.

Por

28/09/2011 às 08h06

Os servidores e professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), das cidades de Cajazeiras e Campina Grande, decidiram em assembléia realizada na manhã desta terça-feira (27), manter a greve que já dura 58 dias.

As informações foram confirmadas pelo coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores Federais da Educação Básica e Tecnológica da Paraíba (Sintef-PB) , professor Alves.

“O comando nacional da greve ainda tenta conversar com o Governo Federal que, continua irredutível, as prioridades do governo são outras, e não a educação”. Disse Alves.

Os servidores estão reivindicando o reajuste salarial de 16,4%, redução de 40 para 30 horas da jornada de trabalho dos servidores, maior participação dos funcionários nos conselhos deliberativos e democratização da estrutura do IFPB.

DIÁRIO DO SERTÃO com G1 Paraíba
 

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula