header top bar

section content

Funcionários de Cajazeiras e Campina decidem manter greve nos campi do IFPB

A greve já dura 58 dias e até agora não há perspectiva do governo Federal atender as reivindicações dos servidores.

Por

28/09/2011 às 08h06

Os servidores e professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), das cidades de Cajazeiras e Campina Grande, decidiram em assembléia realizada na manhã desta terça-feira (27), manter a greve que já dura 58 dias.

As informações foram confirmadas pelo coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores Federais da Educação Básica e Tecnológica da Paraíba (Sintef-PB) , professor Alves.

“O comando nacional da greve ainda tenta conversar com o Governo Federal que, continua irredutível, as prioridades do governo são outras, e não a educação”. Disse Alves.

Os servidores estão reivindicando o reajuste salarial de 16,4%, redução de 40 para 30 horas da jornada de trabalho dos servidores, maior participação dos funcionários nos conselhos deliberativos e democratização da estrutura do IFPB.

DIÁRIO DO SERTÃO com G1 Paraíba
 

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia