header top bar

section content

Prefeitura começa inscrever para concurso nesta segunda com salário de R$ 1.014. Veja!

O salário ofertado é de R$ 1.014. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet, no site da organizadora.

Por Luzia de Sousa

05/09/2016 às 15h53 • atualizado em 05/09/2016 às 18h49

Oportunidade de emprego no Sertão da PB (foto: internet)

A prefeitura de Piancó, no Sertão do estado começou a inscrever para concurso público nesta segunda-feira (5) e se estendem até o dia 30 de setembro.

+ Prefeitura de importante cidade do Sertão abre seletivo para contratação imediata

O edital, que anteriormente previa o preenchimento de 13 vagas foi retificado e agora oferece 15 oportunidades para os cargos de agente comunitário de saúde e agente de combate a endemias.

A taxa de inscrição para os dois cargos é de R$ 50 e segundo o edital, só serão aceitos pedidos de isenção total ou parcial da taxa em caso de extrema pobreza devidamente comprovada. O salário ofertado é de R$ 1.014. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet, no site da organizadora.

De acordo com o edital, o cargo com o maior número de vagas é o de agente comunitário de saúde, com 12 oportunidades.

O cargo exige, além do nível fundamental completo, que o candidato tenha um curso de qualificação e resida na mesma área de atuação escolhida durante a inscrição.

O processo seletivo tem validade de dois anos e pode ser prorrogado, uma vez, por período igual. As provas estão previstas para serem realizadas no dia 6 de novembro, em local e horário ainda a serem definidos pela organizadora.

DIÁRIO DO SERTÃO

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula