Policial
09/11/2016 às 16h40 • atualizado em 09/11/2016 às 21h50

postado por: Luzia de Sousa

PRF de Cajazeiras prende seis pessoas; Maioria dos detidos foram enquadrados na lei anti-drogas. Fotos!

Só este ano a PRF na Paraíba contabilizou 23 ocorrências desse tipo onde 498 comprimidos da droga foram retirados de circulação. Confira tudo aqui!

Polícia Rodoviária de Cajazeiras prende suspeitos de crimes

A Polícia Rodoviária Federal realizou uma operação na Unidade Operacional em Cajazeiras, no Sertão do estado com foco na fiscalização de transporte de passageiros, o objetivo da ação era verificar a regularidade dos veículos quanto à realização correta do serviço de transporte, no entanto, além das infrações de trânsito encontradas, quatro motoristas profissionais foram detidos por fazer uso do medicamento Nobésio Forte, popularmente conhecido como rebite e de comercialização proibida no país.

Só este ano a PRF na Paraíba contabilizou 23 ocorrências desse tipo onde 498 comprimidos da droga foram retirados de circulação.

Rebites – Este tipo de medicamento, chamado popularmente de “rebite”, é um inibidor de apetite. No entanto, é muito utilizado por caminhoneiros por causa do efeito estimulante do sistema nervoso central, fato que inibe o sono por longas horas. No caso do Nobésio Forte, encontrado com o caminhoneiro, este contém como princípio ativo a substância Clobenzorex, que é de uso controlado no Brasil, e classificado como substância psicotrópica (sujeita a notificação da Receita A). Ainda assim, o medicamento nobésio forte não possui registro válido na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); tornando sua comercialização proibida.

A PRF apreendeu com os motoristas infratores

A PRF apreendeu com os motoristas infratores

Riscos – Quando o efeito do medicamento passa, o sono aparece de maneira incontrolável, o que eleva os riscos de grandes acidentes, pois ocorrências envolvendo caminhões são muitas das vezes catastróficas.

Os motoristas assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência pelo porte da droga sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, tendo todos eles se comprometido a comparecer em juízo para as providências legais cabíveis.

Crime ambiental – ainda como consequência da operação, uma ocorrência de crime ambiental foi registrada. Em um ônibus interestadual, foram encontradas gaiolas contendo diversas aves silvestres. Dos dez pássaros apreendidos , dois deles já haviam morrido. Os animais estavam na parte superior do ônibus junto ao proprietário, presos em gaiolas, sem alimentação e sem água. Além disso, estavam envoltos dentro de uma bolsa de viagem sem ventilação. O infrator informou que os animais eram de sua propriedade e os estava trazendo de São Paulo para sua residência em Luis Gomes/RN para criá-los.

Documento – Um caminhão que vinha da Bahia, carregado com caixas d’água, colidiu com um dos postes de iluminação da unidade operacional. Durante atendimento do acidente, o condutor e proprietário do autocarga apresentou o documento do veículo falso.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário