header top bar

section content

Delegado de Cajazeiras diz que cidade pode formar comitê contra assaltos e faz revelações sobre ‘arrastão do calçadão e banco de São João do Rio do Peixe. Ouça!

O delegado seccional George Welington relatou que os comerciantes de Cajazeiras não têm a real noção de como se realiza o trabalho da polícia.

Por Luzia de Sousa

10/11/2016 às 17h50 • atualizado em 10/11/2016 às 18h13

Delegado seccional de Cqajazeiras, George Welington

Preocupado com o número de assaltos realizado em Cajazeiras, o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Irlano Cavalcante convidou autoridades da segurança pública para debater o assunto em reunião esta semana.

Um dos participantes foi o delegado seccional George Welington, onde relatou que os comerciantes não têm a real noção de como se realiza o trabalho da polícia.

“O cidadão deve comunicar o fato em uma delegacia e de imediato comunicar a Polícia Militar”, explicou ele, adiantando que foi suscitada a possibilidade de criação de um comitê com toda a cúpula da segurança pública na tentativa de evitar novos assaltos aos comerciantes.

Calçadão
Sobre o assalto do calçadão de Cajazeiras, o delegado informou que agentes de investigação tiveram em outras regiões reunindo elementos de provas. “Tem imagens, mas o grupo pode ser de outras localidades”, confidenciou George.

+ Globo destaca onda de assalto em Cajazeiras e sentimento de medo da população. VÍDEO!

Banco
Quanto ao assalto do Banco do Brasil de São João do Rio do Peixe, delegado informou que as investigações estão em um “bom estado de trabalho”.

+ Suposto fechamento de agência após assalto causa alvoroço na população de São João do Rio do Peixe e mais três cidades; CDL reage

Ouça áudio da Rádio Difusora!

DIÁRIO DO SERTÃO

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview