header top bar

section content

Candidato à prefeitura de importante cidade desiste da eleição e anuncia em programa de Rádio ao vivo

Agora, para que a renúncia seja formalizada, será necessário esperar o julgamento do recurso, pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral Confira aqui!

Por Luzia de Sousa

28/09/2016 às 09h30 • atualizado em 28/09/2016 às 23h11

Raimundão, prefeito de Juazeiro do Norte, no Ceará

O atual prefeito de Juazeiro do Norte e ex-candidato à reeleição Raimundo Macedo (PMDB) – conhecido por Raimundão – anunciou nesta terça-feira (27) a desistência da campanha eleitoral de 2016. O anúncio foi feito pelo próprio Raimundo que usou os microfones de sua emissora de rádio para fazer o comunicado. O prefeito alegou perseguição política à sua pessoa e à sua família como motivos da desistência.

+ Prefeito de uma das principais cidades do Ceará fica em ‘cima do muro’, desconversa sobre reeleição, cita obras importantes e dispara contra vereador de Cajazeiras

Na quinta-feira (22), o candidato Raimundo Macedo havia dado uma pausa na campanha para decidir se continuaria ou não. De acordo com a coordenação da campanha, a decisão foi tomada em uma reunião na casa do prefeito na noite de quarta (21), com a presença de familiares, candidatos a vereadores e representantes dos partidos que apoiam o candidato.

Em nota, a “Frente Juazeiro Popular” informou que o candidato tem sido alvo “incessante de críticas perseguidoras” e que houve “fatos” e “situações” para “desvirtuar o curso normal da campanha” e, por isso, a decisão de dar uma pausa na agenda.

O pedido de registro de candidatura de Raimundo já havia sido indeferido pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa. Ele permaneceu na lista de candidatos “aptos” porque a assessoria jurídica do candidato entrou com recurso contra a decisão.

Agora, para que a renúncia seja formalizada, será necessário esperar o julgamento do recurso, pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE).

Se o pedido de registro for acatado, o candidato vai entregar a carta renúncia da coligação “Frente Popular de Juazeiro” à Justiça Eleitoral, que tem ele como candidato a prefeito e Valdo Figueiredo como candidato a vice. No caso da impugnação do pedido de registro ser mantido, Raimundo Macedo não vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, concretizando assim sua desistência.

Afastamento
Em 22 de junho de 2015, Raimundo Macedo foi afastado da Prefeitura de Juazeiro do Norte por decisão do juiz Gucio Carvalho Coelho, atendendo pedido do Ministério Público Estadual (MPE). Na ocasião, MP acusou o prefeito de ato de improbidade administrativa. A Ação Civil Pública foi ajuizada pelos promotores de Justiça Breno Rangel Nunes da Costa e José Silderlandio do Nascimento.

De acordo com a decisão, Raimundo Macedo deveria ser afastado durante, pelo menos, 180 dias. Os representantes do Ministério Público instauraram o Inquérito Civil Público em 22 de abril de 2015 para apurar supostas irregularidades em uma desapropriação realizada pelo município de Juazeiro do Norte, bem como a realização de permuta de imóvel do município com imóvel da mesma empresa.

A decisão foi mantida pelo desembargador Carlos Alberto Mendes Forte, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE). Em 5 de agosto, decisão do ministro Francisco Falcão, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, determinou o retorno do prefeito à função.

G1CE

INTERVIEW

Interview: Poeta repentista fala sobre dificuldades e lamenta falta de apoio

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Assista a estréia do programa Em Continência ao Senhor Jesus

MB PROFISSIONALIZANTE

VÍDEO: Empresa de sucesso volta a Cajazeiras para dar novos cursos profissionalizantes e lança promoção

FIQUE POR DENTRO!

VÍDEO: Programa Xeque-Mate esclarece todas as dúvidas sobre a polêmica Reforma Trabalhista – CONFIRA!