header top bar

section content

veja mais Política

Com parecer favorável, CCJ vai analisar projeto de Lira que aumenta penas de crimes dentro ou próximo a escolas

Se a ação resultar em lesão corporal grave ou seguida de morte, o delito aumentaria a pena do agressor.

Por Luzia de Sousa

07/11/2016 às 17h15

Senador Raimundo Lira (PMDB-PB)

Está pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal, com parecer favorável do relator, o Projeto de Lei (PLS 469/2015), de autoria do Senador Raimundo Lira (PMDB-PB), que muda o Código Penal para agravar a pena de crimes praticados dentro ou nas imediações de escolas.

Nos casos de homicídio, sequestro e cárcere privado, o projeto sugere que estas circunstâncias caracterizem a hipótese de crime qualificado. Se a ação resultar em lesão corporal grave ou seguida de morte, o delito aumentaria a pena do agressor.

A proposta também abre a possibilidade de aumento de até a metade da pena nos crimes de furto, roubo e extorsão, ou contra a liberdade sexual, ocorridos dentro ou próximo a escolas – em raio de até cem metros do educandário.

O projeto será submetido a turno suplementar de votação na CCJ. Cumprida essa etapa, poderá ser enviado direto à Câmara dos Deputados, se não houver recurso para votação pelo plenário do Senado.

Raimundo Lira argumenta que o projeto contribui para diminuir os índices de violência nesses espaços, e garantir mais tranquilidade aos brasileiros. Além de, segundo ele, aperfeiçoar a legislação penal que versa sobre o tema.

Assessoria de Imprensa

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo destaca a rodada do Campeonato Paraibano; Confira!

PROGRAMA

Direto do Vale do Piancó, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal