Política
10/01/2017 às 21h09 • atualizado em 10/01/2017 às 18h14

postado por: Jocivan Pinheiro

EXCLUSIVO: Deputado Wilson Filho declara que Lula é ‘favorito’ para 2018, diz torcer pelo Governo Temer e adianta como se posicionará para Reforma da Previdência. VEJA VÍDEO!

"No momento em que o governo vai mal, é o povo que sofre. Nós temos que trabalhar para que o governo vá bem", disse ele.

O deputado federal paraibano Wilson Filho (PTB) declarou toda sua paixão pelo ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT), ao fazer uma projeção política acerca dos possíveis presidenciáveis para as eleições de 2018. Claramente avesso ao governo do atual presidente Michel Temer (PMDB), Wilson Filho afirma que, se conseguir ser candidato, Lula será o mais forte de todos. “Lula é apaixonante”, declarou o jovem deputado.

Ele avalia, inclusive, que os brasileiros que votaram na ex-presidente Dilma Rousseff (PT) só o fizeram porque Lula estava ‘terceirizando-a’. E mais: se Lula fosse o presidente, o impeachment não aconteceria por causa da paixão do povo por ele, segundo o deputado.

“Lula, se puder ser candidato, será um candidato fortíssimo. Eu tenho certeza que se ele fosse o presidente o impeachment não aconteceria, porque a paixão do sertanejo sempre foi por Lula, nunca foi por Dilma. Dilma foi terceirizada porque se é apaixonado por Lula. Lula é apaixonante”, disse.

Wilson Santiago revela entendimentos com RC para acordo; PTB pode assumir secretarias

⇒ Wilson Filho participa de audiência pública na Câmara de Sousa para implantação do IFSPB

Deputado federal Wilson Filho

Contra a reforma da Previdência

Wilson Filho revela que vai votar contra a PEC da Reforma da Previdência proposta pelo governo Temer. Ele explica que uma reforma previdenciária é necessária, mas não nos moldes estabelecidos pela PEC. O deputado pretende também apresentar uma emenda parlamentar que retira dos agricultores a obrigatoriedade da contribuição para se aposentar.

“Aquilo [o trabalho dos agricultores] já é um repasse social de ele ter que viver sob o sol quente todos os dias, acordando cedo, dormindo tarde, cuidando de uma agricultura que não dá certo, de uma pecuária que não dá certo, e quando chega no final de sua vida ele tem que ter a aposentadoria”, justifica.

Acredita que o governo Temer ainda vai dar certo?

“Não é que eu acredito, mas eu vou trabalhar para que dê certo. A Paraíba precisa de um governo, seja presidido por quem seja, que tem que dar certo. Nós temos a obrigação de dar certo, temos que trabalhar para dar certo. Porque senão, de 12 milhões de desempregados, vai chegar a 15, a 20. No momento em que o governo vai mal, é o povo que sofre. Nós temos que trabalhar para que o governo vá bem.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário