header top bar

José Antonio

section content

Nossa Senhora da Piedade: 183 anos de devoção

06/09/2019 às 08h12

Coluna de José Antônio

Uma data das mais importantes na história religiosa de Cajazeiras é o 29 de agosto que assinala a criação da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em 1859, nos termos da Lei Provincial número 5, sendo o cajazeirense Padre José Tomaz de Albuquerque o primeiro vigário e se constitui no fato mais expressivo, que antecede, à Independência Política de Cajazeiras, em 23 de novembro de 1863, a criação da Comarca em 5 de novembro de 1874, a elevação da Vila de Cajazeiras à categoria de cidade, em de 10 de julho de 1876 e a criação da diocese pelo Santo Padre Pio X, em 6 de fevereiro de 1914.

A festa de Nossa Senhora da Piedade, que antes era celebrada em 29 de agosto, passou, depois da criação da Diocese, a ser realizada em 15 de setembro e se transformou em Lei Municipal, aprovada pela Câmara Municipal, no ano de 1975, quando eu presidia a Câmara e era prefeito do município Antonio Quirino de Moura.

Os registros históricos revelam que tudo começou com a construção de uma pequena Casa de Oração, onde é hoje a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, consagrada a Nossa Senhora da Piedade. Essa construção foi comandada por Ana Francisca de Albuquerque (Mãe Aninha), em 1836. Ela mobilizou um grupo de mulheres na fabricação dos tijolos e ainda teve que sacrificar alguns bens para investir na obra.

A Capela construída por Mãe Aninha foi elevada à categoria de Matriz, tendo como primeiro vigário o padre José Tomaz de Albuquerque. Pela mesma Lei, foi criado o Distrito de Cajazeiras, pertencente ao município de Sousa e em 1914 se transformou em Catedral da Diocese.

Neste 15 de setembro, feriado municipal, mais uma vez a população católica de Cajazeiras, comemora com muita fé e devoção o dia de sua padroeira, Nossa Senhora da Piedade e sua imagem sai do seu altar para ser conduzida, em procissão, para abençoar, na passagem pelas ruas, avenidas e praças a cidade e seu povo.
E neste dia vamos cantar o seu hino e pedir a sua benção:

Senhora da Piedade,
Pedimos com devoção:
Abençoa esta cidade,
Aumenta a fé do Sertão!

No horizonte turbado, o fulgor
De uma estrela brilhou, sertaneja:
Cajazeiras, Diocese, és penhor
Da atuante presença da Igreja!

Muitos anos fiel à verdade,
No banquete de Deus, repartida:
Hoje, em volta do Pai, na unidade,
Anuncia a mensagem da vida.

Reverente, celebra o teu Deus:
Corpo e Sangue, na mesa sagrada;
e o louvor, numa voz, suba aos céus
Da família, no amor, congregada.

Deste povo, os destinos conduz!
Na esperança, mantém-no de pé;
revivendo os momentos de luz,
leva adiante o estandarte da Fé!

*Letra: Padre Antonio Luiz do Nascimento.
*Música: Maestro Rivaldo Santana.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado para você pelo google

QUE VENHA!

VÍDEO! Profeta da chuva revela a previsão para o inverno no Sertão da Paraíba: “Serão 9 meses de chuva”

POLÊMICA

VÍDEO: Vereador cobra a convocação do concurso de Cajazeiras: ‘Era de urgência e o prefeito não convoca’

VÍDEO

Deputado cajazeirense abre o jogo e revela com quem fica após o racha no PSB da Paraíba

EDUCAÇÃO

VÍDEO: Xeque Mate fala sobre tradicional colégio de Cajazeiras e recebe diretora, professoras e alunas

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br