header top bar

José Antonio

section content

Nossa Senhora da Piedade: 183 anos de devoção

06/09/2019 às 08h12

Coluna de José Antônio

Uma data das mais importantes na história religiosa de Cajazeiras é o 29 de agosto que assinala a criação da Paróquia Nossa Senhora da Piedade, em 1859, nos termos da Lei Provincial número 5, sendo o cajazeirense Padre José Tomaz de Albuquerque o primeiro vigário e se constitui no fato mais expressivo, que antecede, à Independência Política de Cajazeiras, em 23 de novembro de 1863, a criação da Comarca em 5 de novembro de 1874, a elevação da Vila de Cajazeiras à categoria de cidade, em de 10 de julho de 1876 e a criação da diocese pelo Santo Padre Pio X, em 6 de fevereiro de 1914.

A festa de Nossa Senhora da Piedade, que antes era celebrada em 29 de agosto, passou, depois da criação da Diocese, a ser realizada em 15 de setembro e se transformou em Lei Municipal, aprovada pela Câmara Municipal, no ano de 1975, quando eu presidia a Câmara e era prefeito do município Antonio Quirino de Moura.

Os registros históricos revelam que tudo começou com a construção de uma pequena Casa de Oração, onde é hoje a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, consagrada a Nossa Senhora da Piedade. Essa construção foi comandada por Ana Francisca de Albuquerque (Mãe Aninha), em 1836. Ela mobilizou um grupo de mulheres na fabricação dos tijolos e ainda teve que sacrificar alguns bens para investir na obra.

A Capela construída por Mãe Aninha foi elevada à categoria de Matriz, tendo como primeiro vigário o padre José Tomaz de Albuquerque. Pela mesma Lei, foi criado o Distrito de Cajazeiras, pertencente ao município de Sousa e em 1914 se transformou em Catedral da Diocese.

Neste 15 de setembro, feriado municipal, mais uma vez a população católica de Cajazeiras, comemora com muita fé e devoção o dia de sua padroeira, Nossa Senhora da Piedade e sua imagem sai do seu altar para ser conduzida, em procissão, para abençoar, na passagem pelas ruas, avenidas e praças a cidade e seu povo.
E neste dia vamos cantar o seu hino e pedir a sua benção:

Senhora da Piedade,
Pedimos com devoção:
Abençoa esta cidade,
Aumenta a fé do Sertão!

No horizonte turbado, o fulgor
De uma estrela brilhou, sertaneja:
Cajazeiras, Diocese, és penhor
Da atuante presença da Igreja!

Muitos anos fiel à verdade,
No banquete de Deus, repartida:
Hoje, em volta do Pai, na unidade,
Anuncia a mensagem da vida.

Reverente, celebra o teu Deus:
Corpo e Sangue, na mesa sagrada;
e o louvor, numa voz, suba aos céus
Da família, no amor, congregada.

Deste povo, os destinos conduz!
Na esperança, mantém-no de pé;
revivendo os momentos de luz,
leva adiante o estandarte da Fé!

*Letra: Padre Antonio Luiz do Nascimento.
*Música: Maestro Rivaldo Santana.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

Recomendado para você pelo google

VÍDEO

Capitão da PM conta que vítima de tiros em Cajazeiras fez revelação sobre crime antes de morrer

VÍDEO

No Sertão, Ricardo Coutinho rebate presidente da assembleia e manda recado duro para governador da PB

SAÚDE PÚBLICA

VÍDEO: Mensagem Empresarial recebe especialista em saúde pública e fala de práticas integrativas do SUS

DESCONTRAÇÃO

VÍDEO: Sucesso na internet, Gleyfy Brauly e MC Nem animam o programa Xeque Mate dessa semana

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br