header top bar

section content

Capitão diz que polícia não cruzou os braços e que começou o toque de recolher bandido

De acordo com o capitão Esaú, a população também precisa ficar atenta para as falsas informações publicadas nas redes sociais

Por

14/11/2015 às 13h30

Os moradores do município de Sousa, no Sertão da Paraíba, estão se sentindo inseguros pela onda de assaltos registrados na cidade nos últimos dias. Só na sexta-feira (13) os bandidos assaltaram um supermercado, um mercadinho e uma casa lotérica, e ainda tentaram roubar uma moto de um jovem no bairro São José.

Em entrevista à reportagem do Portal e TV Online Diário do Serão, o capitão Esaú de Lucena, do 14° Batalhão da polícia militar, afirmou que os militares estão nas ruas realizando rondas, e que o crescimento da cidade contribuiu para o aumento dos assaltos.

"Estamos lutando para diminuir essa sensação de insegurança, precisamos de apoio da população para denunciar e colaborar com o trabalho da polícia", disse Esaú.

Leia também:

Terror: bandidos assaltam mercadinho e casa lotérica no Cotton Shopping de Sousa e fogem atirando

Após sete assaltos, comerciante desabafa e revela que vai fechar empresa para trabalhar na roça

Moradores vivem o medo e a insegurança; foram 04 roubos e furtos em apenas 24 horas

Toque de recolher
De acordo com o capitão Esaú, a população também precisa ficar atenta para as falsas informações que estão circulando nas redes sociais, informando sobre possível toque de recolher.

"Esse clima de insegurança pode ser gerado por brincadeiras de mal gosto. Toque de recolher teve sim, mas não para a população, e sim para bandido que é que tem que se esconder. O cidadão de bem pode andar nas ruas ou na praça com a família, a polícia não vai parar, vamos garantir a segurança. Com certeza, nos próximos dias vamos prender outros acusados, apreender armas e drogas.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Possível fusão de secretarias em Cajazeiras é repudiada por colunista: “Seria andar para trás”

EXIGIU SILÊNCIO

ASSISTA: Jornalista pede demissão ao vivo após ser censurado por Bolsonaro

VISITA TÉCNICA

Após reclamações, vereadores constatam muitos veículos quebrados na garagem da prefeitura de Cajazeiras

LAMENTÁVEL

LAMENTÁVEL: vigilante morre assassinado a tiros ao reagir a assalto em posto de combustíveis em Sousa