header top bar

section content

Trio é surpreendido em táxi com mais de um quilo de maconha tentando entrar no presídio

Após os procedimentos foram liberados o taxista e a menor. Já Glaysiane foi encaminhada à Cadeia feminina de Cajazeiras.

Por

27/09/2015 às 10h02

?Agentes penitenciários do Presídio Regional de Cajazeiras, com o apoio da Polícia Militar conseguiram deter nesse sábado (26), uma mulher, um taxista e uma menor de idade, que estavam com quase um quilo e meio de maconha. A apreensão ocorreu às margens da BR 230, nas proximidades da Casa prisional. A droga seria jogada para o interior do presídio.

A ação foi desencadeada após denúncia e os suspeitos foram flagrados bebendo num bar, próximo ao presídio. Os acusados identificados por Wandre Wallemberg Lucena (taxista), que foi fretado pela jovem Glaysiane dos Santos e uma adolescente de 17 anos. Durante a busca no veículo, os agentes encontraram a droga dentro de uma mochila.
Uma viatura da PM deu apoio na condução dos acusados à delegacia, onde a menor assumiu ser dona do material ilícito. Ela disse a polícia que ganharia R$ 100 reais para levar a droga.

Após os procedimentos foram liberados o taxista e a menor. Já Glaysiane foi encaminhada à Cadeia feminina de Cajazeiras. O diretor do presídio, Jailson Santos disse percebeu uma movimentação estranha nas proximidades do presídio e durante a abordagem ao trio encontrou a droga, e acionou a Polícia Militar. "Uma delas já havia respondido por tráfico e drogas e ganhou a liberdade a alguns dias"

Veja vídeo do Ângelo Lima

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
DEPENOU O GALO

VEJA OS GOLS: Atlético de Cajazeiras vence o Treze de Campina e assume a liderança isolada do Paraibano

NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”