header top bar

section content

Mãe descobre paradeiro de filha sumida em Cajazeiras e desabafa: “Tô muito magoada”

Conforme informações da genitora, a garota teria ligado para um tio e pediu para que fosse ao seu encontro e lhe trouxesse para casa.

Por

11/09/2015 às 16h13

Em conversa com a TV Diário do Sertão, Betyana Ferreira de Lima, moradora da Agrovila em Cajazeiras e mãe de Débora da Piedade Ferreira de Sousa, 14 anos comunicou nesta sexta-feira (11) o reaparecimento da filha que estava sumida desde essa quarta-feira (09). 

Veja também: Adolescente vai para escola em Cajazeiras e desaparece; Mãe se desespera; “Está morta”

A mãe informou que Débora chegou em casa nesta sexta por volta das 5 horas da manhã e afirmou que por todo o tempo estava na Praça dos Espinhos, localizada em frente a escola Dom Moisés Coelho. “Falou que estava todo tempo lá e sozinha. Só ela e Deus”, disse Betyana.

Conforme informações da genitora, a garota teria ligado para um tio, irmão de sua mãe e pediu para que fosse ao seu encontro e trouxesse para casa. 

Betyana lembra o sofrimento que passou e disse que vai tentar convencer a jovem a revelar seu paradeiro. “Eu não comi, nem dormi. Essa menina é um pedaço de mim, isso me magoou demais, mas estou feliz por ela ter voltado para casa”, disse.
 

Entenda
Betyana Ferreira de Lima, moradora da Agrovila de Cajazeiras foi à delegacia nessa quinta-feira (10) denunciar o desaparecimento da sua filha, Débora da Piedade Ferreira de Sousa, 14 anos. De acordo com a mãe, a menina saiu de casa nessa quarta-feira (09), às 12h30min para ir a escola, Dom Moisés Coelho, no Centro de Cajazeiras e não mais retornou.
 

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Júnior e Jeová começam a ganhar cargos em Cajazeiras e “sinal vermelho foi ligado”, diz colunista