header top bar

section content

No Sertão: Aposentado é preso suspeito de violentar sexualmente menina de 5 anos de idade. Confira!

O idoso de 72 anos foi preso em flagrante na quinta-feira (06) no Sertão da PB. Mãe afirma que presenciou abuso de vizinho quando voltou para casa.

Por

08/10/2011 às 15h12

Um aposentado de 72 anos de idade foi transferido nesta sexta-feira (07) para a Cadeia Pública de Santa Luzia, no Sertão paraibano, suspeito de violentar sexualmente uma criança de cinco anos. Segundo o delegado regional Elcenho Engel, o idoso teria sido flagrado pela mãe da criança quando tentava iniciar uma relação sexual com a menina. O fato aconteceu na tarde da quinta-feira (06) na zona rural de Santa Luzia.

Em depoimento à delegacia, a mãe informou que o aposentado mora em um quarto improvisado vizinho à sua casa e que teria aproveitado sua ausência momentânea para entrar na residência e tocar na criança.

Depois do registro da queixa da mãe, o aposentado foi preso em flagrante e autuado por estupro de vulnerável. Ele passou a noite na delegacia e foi levado nesta sexta-feira (07) para a cadeia, onde vai aguardar um posicionamento da Justiça sobre seu caso. Já a menina foi submetida a exames e receberá o acompanhamento do Conselho Tutelar.

Conforme o delegado, ele tem um prazo de dez dias para concluir as investigações. Para isso, irá convocar outras pessoas da família e da vizinhança para analisar o comportamento do suspeito. Elcenho ainda informou que um filho do suspeito está preso em Campina Grande, condenado pela prática de três estupros.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações do G1PB

Tags:
NA TELA DA TV DIÁRIO

Diário Esportivo traz tudo sobre a 2ª rodada do Paraibano; Tático narra gol da vitória do Atlético

SE CUIDE!

VÍDEO: No Janeiro Branco, Diversidade em Foco promove uma ‘Conversa sobre suicídio e como evitá-lo?’

RECONHECIMENTO

Prefeito de Sousa garante ajuda mensal ao médico cubano: “Eu irei ajudá-lo em todos os momentos”

"MERECIA MAIS"

VÍDEO: Comentarista critica falta de prestígio de Sousa com o Governo do Estado nas nomeações de cargos