header top bar

string(13) "diario-sertao"

section content

Comentarista diz que para vencer Denise, José Aldemir precisa definir, no discurso, se é mesmo oposição

Para comentarista, Aldemir precisa engrossar o discurso de oposição e assumir com mais contundência seu novo papel de líder oposicionista de Cajazeiras

Por

06/01/2016 às 15h28

Se o deputado estadual José Aldemir Meireles (PEN) pretende mesmo se candidatar a prefeito de Cajazeiras, vencer a prefeita Denise Albuquerque (PSB) e acabar com a hegemonia do grupo carlista, ele precisa engrossar o discurso de oposição e assumir com mais contundência seu novo papel de líder oposicionista na cidade. É isso que pensa o comentarista político Jorge Batista.

No seu Direto ao Ponto desta semana, ele comentou sobre a primeira pesquisa oficial de intenção de voto realizada em Cajazeiras já com os possíveis pré-candidatos. O resultado deu Denise em primeiro e Aldemir em segundo, seguidos de Antônio Gobira (PSOL) e Vituriano de Abreu (PMDB), nessa ordem.

VEJA MAIS

Sai primeira pesquisa oficial para prefeito de Cajazeiras; Denise lidera em intenção e rejeição

José Aldemir teria considerado bastante satisfatória sua colocação, levando em conta que ele sequer confirmou que é pré-candidato. Mas para Jorge Batista, se o deputado pretende melhorar os números e ultrapassar Denise, é preciso se definir como oposição.

“José Aldemir precisa procurar um discurso convincente para a população entender. Se analisarmos, veremos que até 2014 ele era aliado de Dr. Carlos. Então ele tem que fazer com que a população entenda o seu discurso de mudança”, analisou.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
BLACK FIADO

VÍDEO: Conheça a versão mais popular da Black Friday que agita o comércio de Cajazeiras durante 30 dias

DESTAQUES DA SEMANA

VÍDEO: Repercussão da entrevista de José Aldemir encabeça as polêmicas do Direto ao Ponto desta terça

PROGRAMA DE MÚSICA

VÍDEO: Confira as novidades que vêm aí na nova temporada do Acústico Diário com cantor cajazeirense

VÍDEO

Secretário responde a sindicato e diz que acusações contra prefeito de Cajazeiras podem parar na Justiça