header top bar

section content

54% dizem ter sofrido ameaça por causa de posições políticas; simpatizantes do PT são os que mais sofrem

Segundo a nova pesquisa Datafolha, 54% afirmaram ter vivido alguma situação de constrangimento, ameaça verbal ou física em razão das suas posições políticas

Por Portal Diário

31/07/2022 às 11h00 • atualizado em 31/07/2022 às 11h13

Lula e Bolsonaro (Foto: Nelson Almeida/AFP e José Dias/Presidência da República)

A polarização política que divide o Brasil na disputa eleitoral entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) reafirmou um país intolerante e violento. Neste cenário de tensão, revelar a posição política ou o candidato no qual pretende votar chega a ser um ato de risco em alguns casos. É o que mostra, por exemplo, dados da pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (31).

Segundo a pesquisa, 54% dos eleitores afirmaram ter vivido alguma situação de constrangimento, ameaça física ou verbal em razão de suas posições políticas.

A pesquisa mostra ainda que os simpatizantes do PT, os eleitores declarados de Lula, os mais instruídos e os que reprovam o governo Bolsonaro são os que mais passaram por situações de constrangimento ou ameaças.

Entre todos os entrevistados, 49% dos eleitores brasileiros diz ter deixado de conversar sobre política com amigos e familiares nos últimos meses para evitar discussões. Além disso, 15% disseram já ter recebido ameaça verbal e 7%, física.

A pesquisa Datafolha, contratada pela Folha, ouviu 2.556 pessoas em 183 cidades do país entre quarta (27) e quinta (28). A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01192/2022.

Apoiadores de Lula são mais afetados

Entre aqueles que deixaram de conversar com amigos ou familiares sobre política para evitar discussões, o índice é maior entre os eleitores do ex-presidente Lula (54%). Entre os apoiadores do presidente Bolsonaro, o percentual é de 40%.

Entre os que afirmam ter sofrido ameaça verbal, o índice passa a 19% entre os que têm intenção de votar em Lula. Já entre os que dizem votar em Bolsonaro, o índice é de 12%. Em relação a ameaças físicas, o índice é de 9% entre eleitores de Lula e de 5% entre os de Bolsonaro.

DADOS DA PESQUISA

Pessoas que sofreram constrangimento, ameaça física ou verbal:

Simpatizantes do PT: 63%
Eleitores de Lula: 58%
Mais instruídos: 62%
Que reprovam o governo Bolsonaro: 62%
Autodeclarados pretos: 60%
Homossexuais e bissexuais: 65%

PORTAL DIÁRIO

ORGULHO CAJAZEIRENSE

VÍDEO: Miss Continente Paraíba Teen 2022 é de Cajazeiras e vai disputar a nível nacional em dezembro

TRÁFICO

VÍDEO: Homem é preso na região de Patos conduzindo drogas do Alto Sertão para João Pessoa

SAIBA COMO AJUDAR

VÍDEO: Desempregada pede ajuda em Sousa para não deixar filhos com fome: “Janta não tem. Só Jesus” 

DIA 15 DE SETEMBRO

VÍDEO: TV Diário do Sertão confirma debate com todos os candidatos ao Senado pela Paraíba

Recomendado pelo Google: