header top bar

section content

Blogueira chinesa causa tumulto ao oferecer sexo gratuito

"Alguém venha me pegar. Sexo grátis….6316"

Por Notícias ao Minuto

07/03/2018 às 09h07

© Reprodução / Youtube

Uma jovem de 19 anos chamada Ye provocou tumulto em Sanya, no sul da China, depois de ter postado em uma plataforma de mídia social chinesa que faria sexo gratuitamente.

Enquanto estava hospedada no hotel DoubleTree da rede Hilton, a blogueira chinesa foi às redes sociais para oferecer sexo gratuito, postando uma mensagem acompanhada por um vídeo sugestivo.

“Alguém venha me pegar. Sexo grátis….6316”, leia a postagem, que já foi excluída.

Depois que o vídeo viralizou, cerca de 3 mil pessoas supostamente invadiram o hotel à procura da moça, e enquanto isso, a recepção recebia chamadas telefônicas pedindo detalhes sobre a hóspede do quarto de número 6316.

“Estou a caminho do quarto 6316, hahahahhaha, e aqui estou!”, disse um homem filmando sua jornada.

Alguns internautas publicaram fotos da porta do quarto no WeChat, aplicativo de mensagem chinês, dizendo que estavam se aglomerando fora do quarto.

Ye foi presa pela polícia local sob suspeita de publicidade de prostituição, segundo a declaração da polícia. A blogueira admitiu à polícia que publicou a mensagem on-line para atrair seguidores e que era apenas uma brincadeira. A mulher ficou presa por 15 dias e recebeu uma multa de 500 yuan (US$ 79) e foi forçada a suspender sua conta social.

Fonte: Notícias ao Minuto - https://www.noticiasaominuto.com.br/mundo/559611/blogueira-chinesa-causa-tumulto-ao-oferecer-sexo-gratuito

Recomendado para você pelo google

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Se reforma da Previdência não cortar privilégios, sociedade deve ‘gritar’ contra ela, diz padre

INFRAESTRUTURA

VÍDEO: Chuvas destroem ruas de Cajazeiras que não são pavimentadas e moradores cobram ação da Prefeitura

VETERANO DA MÚSICA

VÍDEO: Em Cajazeiras, cantor de renome nacional critica sertanejo universitário: “Virou uma baderna”

COBRA REAJUSTE DE 2018

VÍDEO: Sindicalista elogia Zé Aldemir por salário de professores, mas diz que felicidade é ‘entre aspas’