header top bar

string(11) "show-diario"

section content

Remédio para o estômago mais consumido no mundo pode causar demência e todas estas doenças

Ele também prejudica a absorção de vitamina B12, que está diretamente relacionada à produção de células vermelhas no sangue.

Por Cura pela Natureza

06/06/2018 às 09h19

Após um ano de uso de um medicamento como Omeoprazol, Pantoprazol ou lansoprazol, a probabilidade do paciente desenvolver câncer de estômago aumentou cinco vezes (Foto: reprodução)

Muita gente já usou este remédio para tratar problemas gástricos, mas acredite: ele é uma verdadeira bomba.

Para você ter ideia, ele é capaz de inibir o ácido gástrico, que é muito importante para o nosso corpo, pois regula a digestão.

O ácido gástrico nos protege de vírus e bactérias, combatendo doenças causadas por intoxicação.

Este remédio causa dependência, já que, para o tratamento de gastrite, costuma-se usá-lo várias vezes, até por mais de um ano.

As consequências são terríveis:
– Anemia

– Depressão

– Demência

– Doenças neurológicas

Estamos falando de Omeprazol, e é muito possível que você o consuma ou já tenha consumido.

É um remédio cujos riscos têm que ser bem avaliados antes do uso, principalmente se for por muito tempo.

Ele também prejudica a absorção de vitamina B12, que está diretamente relacionada à produção de células vermelhas no sangue.

Com a ausência dessa vitamina, começamos a ter fadiga, estresse e até insônia.

Sabe o que isso significa?

Que Omeprazol pode prejudicar seriamente o sistema nervoso central, afetando completamente nossa saúde.

Além disso, a droga também pode diminuir a absorção de cálcio, levando a fraturas, problemas ósseos e musculares.

Os idosos são as maiores vítimas dos efeitos colaterais desse remédio, muitos até passam a ter problemas respiratórios.

Pesquisadores do Instituto Kaiser Permanente, nos Estados Unidos, publicaram um estudo sobre os perigos do remédio.

Eles observaram 26 mil pacientes por mais de dois anos e outra.

Uma parte desses pacientes consumia Omeprazol; a outra nunca sequer experimentou a droga.

O resultado foi muito preocupante.

Ao comparar os dois grupos, verificou-se que 65% das pessoas que tinham tomado Omeprazol por dois ou mais anos apresentavam um maior risco déficit de vitamina B12.

O consumo diário implica um risco de 95% de apresentar carências.

O que fazer?

Claro que você deve seguir o tratamento prescrito por seu médico.

Mas há muitos remédios naturais que podem substituir o Omeprazol.

E todos deviam saber disso.

Um desses remédios naturais que podem substituir Omeprazol é o suco de batata-inglesa.

É bem simples.

Você vai descascar uma batata-inglesa, ralar e depois espremer até sair o leite.

Tome uma colher em jejum ou trinta minutos antes das refeições.

Este suco também pode ser consumido quando a pessoa sentir os incômodos da gastrite, pois alivia imediatamente os sintomas.

Para azia: tomar durante uma semana.

Para gastrite: tomar durante duas semanas.

Para úlcera: tomar durante um mês.

Outro excelente substituto natural de Omeprazol é o chá de espinheira-santa.

Para fazê-lo, você vai precisar de:

1 colher de sobremesa de folhas secas de espinheira-santa

1 xícara (chá) de água

Modo de preparo:

Ferva a água e despeje-a sobre as folhas de espinheira-santa rasgadas em pedaços pequenos.

Abafe a mistura e deixe descansar por alguns minutos.

Depois que amornar, coe o chá e tome em seguida.

Tome uma xícara antes das refeições principais para proteger o aparelho digestivo e evitar a acidez estomacal.

Grávidas devem evitar tomar o chá de espinheira-santa, pois ele provoca contrações no útero, o que pode levar ao aborto.

Fonte: https://www.curapelanatureza.com.br/post/06/2018/e-o-remedio-para-o-estomago-mais-consumido-e-pode-causar-demencia-e-todas-estas-doencas

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir

NO FERIADO

VÍDEO: Vice-presidente da ACI parabeniza radialistas e convida para confraternização da imprensa local