header top bar

section content

DIA DOS PAIS: Reveja o vídeo do pequeno João Victor, que compôs música para o pai morto no Sertão da PB

O garoto de 10 anos, que já sonha ser cantor profissional, diz que ainda está vivendo o luto pela tragédia e oferece a canção ao pai que “está no reino do céu”.

Por Jocivan Pinheiro

12/08/2018 às 14h40 • atualizado em 12/08/2018 às 14h43

Há duas semanas, o portal Show Diário publicou uma matéria que emocionou os internautas. Em um vídeo produzido pelo Vale do Piancó Notícias, o garoto João Victor, de 10 anos, canta em primeira mão, à capela, uma canção composta por ele em homenagem ao seu pai, que foi assassinado no dia 18 de julho na cidade de Ibiara, no Vale do Piancó, Sertão paraibano.

João Victor, que já sonha ser cantor profissional, diz que ainda está vivendo o luto pela tragédia e oferece a canção ao pai que “está no reino do céu”.

Ainda sem título, a música tem versos fortes como “A vida é passageira, ninguém aguenta essa dor” e “Não chore, não pense que é o fim”, que no Dia dos Pais são ainda mais comoventes (assista no vídeo acima).

VEJA TAMBÉMApós perder único irmão, jovem emociona a web com mensagem a Alan Félix, que faleceu em hospital de João Pessoa

A tragédia

O vigilante João Paulo Barreiro Mangueira, 28 anos, pai de João Victor, foi assassinado a tiros na tarde do dia 18 deste mês, na casa do sogro, que fica no bairro Ibiarinha, em Ibiara. De acordo com informações de testemunhas, dois homens invadiram a residência e abriram fogo. João Paulo ainda tentou correr, mas foi perseguido e morto com vários disparos. Em seguida a dupla fugiu. A polícia segue investigando o crime.

SHOW DIÁRIO

MUITO ESTRAGO

VÍDEOS: Chuva com vendaval causa destruição de prédios em Cajazeiras e Sousa e assusta moradores

DE 22 A 27 DE JANEIRO

VÍDEO: Teatro Ica completa 34 anos em Cajazeiras com extensa e diversificada programação cultural

DE 2017 PARA ESTE ANO

VÍDEO: São José de Piranhas tem aumento alarmante de homicídios em 2018; confira balanço da PM na região

VIXE!

VÍDEO: Vidente detalha futuro da imprensa de Cajazeiras e prevê mortes: “Não chega às festas juninas”