header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Paraíba quer vaga na séria A

Rosilene Gomes afirma: não haverá virada de mesa

Por

29/07/2008 às 19h31

O presidente do Paraíba de Cajazeiras, Tiko Miudezas, promete comprar briga com a Federação Paraibana de Futebol (FPF) para colocar o clube sertanejo na Primeira Divisão do Campeonato Paraibano 2009. O Paraíba foi vice-campeão da série B deste ano ao golear o Internacional no último fim de semana por 5×0 no Perpetão. Isso seria o suficiente para o time ascender para a série A por conta de uma brecha no regulamento, no entendimento do dirigente.

Até o ano passado, o Campeonato Paraibano era dividido em dois turnos. Em cada um deles, os 10 clubes participantes jogavam entre si e os quatro melhores faziam as semifinais e final. O campeão de cada etapa do torneio garantia vaga na final. Ao término dos dois turnos, os dois times de pior campanha ao longo do certame caíam para a série B do ano seguinte.

Fórmula nova
Este ano a fórmula se repetiu, com uma alteração: ao invés de dois, três foram rebaixados e apenas um ascendeu de Divisão. O objetivo da FPF era diminuir de 10 para 8 clubes o número de equipes na série A. Agora vem o problema.

Como o regulamento foi alterado ano passado, o Estadual do ano que vem teria necessariamente que rebaixar três equipes novamente. É o que diz o Estatuto do Torcedor no Parágrafo 5º, do Artigo 9º:

“É vedado proceder alterações no regulamento da competição desde sua divulgação definitiva, salvo nas hipóteses de:
I – apresentação de novo calendário anual de eventos oficiais para o ano subseqüente, desde que aprovado pelo Conselho Nacional do Esporte – CNE;
II – após dois anos de vigência do mesmo regulamento, observado o procedimento de que trata este artigo”.

Moído
“Se o regulamento continuar do jeito que está, temos pessoas que entendem do assunto que dizem que vão cair mais três ano que vem. O estatuto do torcedor afirma que um regulamento não pode mudar de um ano para o outro. Não pretendemos entrar na justiça a não ser que sejam esgotadas todas as conversas”, disse Tiko Miudezas.

Por outro lado, a presidente da FPF, Rosilene Gomes, refutou completamente a idéia e ao ser questionada sobre as chances do Paraíba ser atendido, foi enfática:

Enfática
“Nenhuma. Nunca vi ninguém querer mudar a Lei. Os clubes assinaram e quem assinou caiu para segunda e isso não existe. São 8 equipes e assim vai continuar. Nem falaram comigo e se falassem estariam perdendo tempo. Não entro em parada nenhuma pra perder. Não há a menor possibilidade”, afirmou.

Outro que conversou com nossa reportagem foi o diretor-técnico da FPF, Araújo da Penha:

“A Federação só se manifesta quando receber algo oficial. O certo é que em 2009 serão 8 clubes com dois rebaixamentos e dois acessos. Está determinado na ata do Conselho Arbitral”, disse.

Da redação com WSCOM

Tags:
ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local