header top bar

section content

Torcida do Treze se revolta com o time e picha muro do PV

Protestos após a derrota para o Confiança, na noite dessa quinta-feira, marcam a chegada do time a Campina Grande. Pichações exigem respeito ao torcedor e resultados positivos no Paraibano

Por Globo Esporte PB

25/02/2018 às 08h00 • atualizado em 24/02/2018 às 16h43

(Foto: Ana Flávia Nóbrega / GloboEsporte.com)

paciência da torcida do Treze chegou ao fim. Após mais uma derrota da equipe pela Copa do Nordeste, o muro do Estádio Presidente Vargas foi pichado como forma de protesto pela campanha pífia do clube na competição regional. Dessa vez, ao desembarcarem em Campina Grande depois do resultado de 2 a 1 para o Confiança, em Aracaju, os jogadores e a comissão técnica do Galo foram recebidos com palavras de ordem que atestam a pressão da torcida pelos resultados. Quem também foi recebido com as mensagens foi o novo treinador Flávio Araújo, que começa os trabalhos efetivamente na tarde desta sexta-feira. Além da bronca pelo Nordestão, as pichações exigem resultados da equipe no Campeonato Paraibano.

Acabou a paciência!
Nem a liderança isolada no Grupo B do estadual e a classificação antecipada ao mata-mata serviram de atenuante para os torcedores galistas após mais uma derrota no Nordestão. Sem pontuar e, consequentemente, sem vencer, o Galo ocupa a lanterna isolada do Grupo A da Copa do Nordeste após três rodadas. E agora precisa vencer os próximos três últimos confrontos da primeira fase se quiser se classificar para as quartas de final.

Isso é uma vergonha!
Ainda descontentes, mesmo com a demissão do técnico Oliveira Canindé, os adeptos trezeanos demonstraram o reflexo do sentimento no muro do PV. Frases de ordem foram pichadas com os dizeres “Acabou a paciência!”, “Isso é uma vergonha!”, “+ futebol, – festa”, “Respeitem o torcedor”, “Jogadores mercenários” e “Paraibano é obrigação”.

Torcida pede respeito e acusa os jogadores de só pensarem no dinheiro do clube (Foto: Ana Flávia Nóbrega / GloboEsporte.com)

A bronca do torcedor não vem de hoje. A eliminação na Copa do Brasil, 100% de derrotas na Copa do Nordeste e baixo desempenho no Paraibano – apesar da liderança – completam a insatisfação. Mesmo líder, o time soma apenas 14 pontos, mesma pontuação do Sousa, que é só o quarto colocado do Grupo A. O Treze soma quatro vitórias, dois empates e duas derrotas no estadual, e o baixo aproveitamento – 58,3% – ocasionou a demissão do técnico Oliveira Canindé após a derrota no Clássico Tradição, pelo placar de 4 a 2, para o Botafogo-PB.

Respeitem o torcedor- Para reverter a situação, a diretoria contratou o treinador Flávio Araújo, ex-CSA. O novo técnico, que também foi recepcionado com as pichações, comanda o primeiro treino com a equipe na tarde desta sexta-feira, visando o confronto com o Sousa, às 17h do domingo, no Estádio Marizão, no Sertão Paraibano. Se vencer, o Treze consolida a primeira colocação do Grupo B e avança de forma direta já para a semifinal do Paraibano.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/times/treze/noticia/acabou-a-paciencia-torcida-do-treze-se-revolta-com-o-time-e-picha-muro-do-pv.ghtml

TOTALMENTE RENOVADO

VÍDEO: Com mais elegância e tecnologia, novo carro da Wolkswagen é lançado com festa em Cajazeiras

ENTREVISTA

VÍDEO: João Azevêdo garante que tem planos para fortalecer produção de leite e área da saúde em Pombal

ALÍVIO

VÍDEO: Para vice-presidente do SINDIÁGUA, eleição de João Azevêdo afasta risco de privatização da Cagepa

FASE DE 'ÓCIO'

VÍDEO: Aposentado, jornalista da PB cita ex-colegas da imprensa que ele admira e diz se pretende voltar