header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Polícia indicia travesti por tentativa de latrocínio contra o ex-jogador Warley

Victor Coelho vai responder por roubo e tentativa de homicídio. Ele roubou o celular do ex-jogador e o esfaqueou depois que o agora gerente de futebol do Bota-PB não quis pagar um programa sexual

Por Globo Esporte PB

28/02/2018 às 09h15

O crime aconteceu na madrugada do dia 26 de janeiro, em Manaíra, em João Pessoa.

A Polícia Civil divulgou na última terça-feira a investigação sobre a agressão sofrida pelo ex-jogador Warley, que atualmente é gerente de futebol do Botafogo-PB. De acordo com o delegado Diego Garcia, da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio, que comandou os trabalhos, Warley foi vítima de uma tentativa de latrocínio – roubo e tentativa de homicídio – por parte da travesti Victor Coelho da Silva (Victória).

O crime aconteceu na madrugada do dia 26 de janeiro, em Manaíra, em João Pessoa. De acordo com o inquérito, que leva em conta o depoimento de testemunhas, além de provas periciais e a análise das câmeras de segurança, “ficou evidenciado, no entender da Autoridade Policial presidente do feito, Delegado Diego Garcia, que a referida pessoa (Warley) foi vítima do crime de latrocínio tentado”.

A polícia confirmou a versão da travesti, que disse que roubou o celular do ex-jogador em troca do pagamento pelo programa sexual contratado. Mas deixou claro que, mesmo que verdadeira, não justifica as agressões, e que estas teriam acontecido num segundo momento. Diz a conclusão policial: “As agressões mediante o uso de arma branca (bastante graves, diga-se de passagem) provocadas na vítima se deram num segundo evento, quando esta já tinha reavido o bem, havendo, então, nova subtração do mesmo (o qual, aliás, fora encontrado ainda em poder do acusado)”.

Por conta disso, Victor Coelho da Silva foi indiciado no Artigo 157, parágrafo 3º, do Código Penal Brasileiro, e vai responder pelo crime de latrocínio.

Na nota enviada pela Polícia Civil, o delegado Diego Garcia também repudiou a acusação de que a investigação teria se dado de forma parcial. “O Delegado Diego Garcia aproveita o ensejo para repudiar toda e qualquer manifestação expressa em mídias digitais e até televisivas no sentido de que a investigação teria se dado de maneira parcial levando em consideração as condições financeiras/sociais da vítima e do acusado, vez que, conforme aduzido alhures, o indiciamento em tela está absolutamente calcado nas provas coligidas aos autos, inclusive, técnico-periciais que provaram ser parcialmente inverídica a versão dada pelo acusado, de maneira que tal ato, como não poderia deixar de ser, foi produzido, exclusivamente, de acordo com a análise fático-jurídica da situação investigada”, concluiu.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/noticia/policia-conclui-investigacoes-e-indicia-travesti-por-latrocinio-contra-warley.ghtml

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local

EX-ALIADO

VÍDEO: Vereador revela que defender professores foi a ‘bomba’ que iniciou rompimento com José Aldemir