header top bar

string(16) "diario-esportivo"

section content

Discreto, interventor chega à FPF e pede tempo para analisar situação

Flávio Boson Gambogi não quis dar entrevista, pois, segundo a sua assessoria de imprensa, vai primeiro se inteirar sobre o momento vivido pela federação diante das investigações

Por Globo Esporte PB

18/05/2018 às 09h37

Federação Paraibana de Futebol

Pouco menos de uma semana após a CBF comunicar o afastamento de Amadeu Rodrigues da presidência da Federação Paraibana de Futebol, a entidade está sob novo comando. Flávio Boson Gambogi, o interventor indicado para assumir a FPF, já está em João Pessoa e visitou a instituição no início da tarde desta quinta-feira. Porém, muito discreto, o mineiro, que pertence a 5ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), não quis se pronunciar. Isso porque, segundo a sua assessoria de imprensa, ele pediu um tempo para analisar a atual situação da federação em meio as investigações sobre esquemas de corrupção no futebol do estado.

Flávio Boson Gambogi chegou a sede da FPF acompanhado de sua comitiva. Foi o próprio interventor que notificou o presidente Amadeu Rodrigues sobre o seu afastamento.

Nascido em Belo Horizonte, Flávio Boson é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. Ao longo de sua trajetória, foi auditor efetivo do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol em Minas Gerais (TJDF-MG). Atualmente, estava na Procuradoria da 5ª Comissão Disciplinar do STJD. Contudo, para vir assumir a FPF, precisou entrar de licença, conforme anunciado no comunicado do Conselho de Ética da CBF.

Na última sexta-feira, o Conselho de Ética da CBF emitiu um comunicado que afastava o presidente da FPF, Amadeu Rodrigues. No entanto, a nota só foi divulgada no domingo.

Na segunda-feira, porém, o mandatário afastado fez um pronunciamento no Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB), que está localizado no mesmo prédio da sede da Federação Paraibana de Futebol. Em sua fala, Amadeu afirmou que só deixaria o comando da entidade quando fosse notificado pela CBF. Fato que aconteceu na última quinta-feira.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA DA CBF:

Com base no que consta nos processos éticos, na última sexta-feira, a Comissão de Ética do Futebol Brasileiro determinou o afastamento temporário do presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, e recomendou à CBF a nomeação de um interventor independente. Nesta segunda-feira, a CBF confirmará o auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Dr. Flávio Boson Gambogi, para conduzir as atividades da Federação Paraibana até a conclusão das investigações. Durante este período, ele estará licenciado de suas funções no STJD. Cabe ressaltar ainda que, tão logo tomou conhecimento das denúncias, a Comissão de Arbitragem da CBF suspendeu de forma preventiva todos os árbitros e assistentes ligados ao quadro da entidade paraibana.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pb/noticia/discreto-interventor-chega-a-fpf-e-pede-tempo-para-analisar-situacao.ghtml

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Diversidade em Foco com professor de Português destaca as variações da nossa língua

HERANÇA ARTÍSTICA

VÍDEO: Filho de grande nome da música brasileira agita a Festa do Brega no Cajazeiras Tênis Clube

EM JOÃO PESSOA

VÍDEO E FOTOS: Posse da nova diretoria da API é marcada por repentes, lançamento de livro e emoção

DUPLA CERIMÔNIA

VÍDEO: OAB lança em Cajazeiras as chapas para as eleições da Seccional Paraíba e da Subseção local