header top bar

section content

Atuações de Neymar, Messi e CR7 ‘justificam’ empates em estreias

No primeiro jogo dos três maiores craques do Mundial da Rússia, apenas o astro português jogou bem

Por Notícias ao Minuto

18/06/2018 às 09h32

© Getty Images

Principais candidatos ao prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo, Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo já estrearam no Mundial da Rússia por Brasil, Argentina e Portugal, respectivamente. E os três saíram de campo com empates por suas seleções.

A seleção brasileira empatou com a Suíça em 1 a 1, no último domingo (17), pelo Grupo E. Já a Argentina empatou com a surpreendente Islândia pelo mesmo placar, no último sábado (16), pelo Grupo D. Portugal debutou na última sexta-feira (15), diante da forte seleção da Espanha, e ficou no 3 a 3, pela chave B.

Dos três, apenas Cristiano Ronaldo brilhou. Não fosse o camisa 7, Portugal teria estreado com derrota contra uma seleção espanhola inspirada. O gajo marcou três gols. Já Messi perdeu um pênalti na partida dele e, consequentemente, chutou a vitória da Argentina para longe. Por fim, Neymar teve uma de suas piores atuações com a camisa da seleção brasileira e não fez diferença em campo.

Se Neymar e Messi tivessem jogado bem, Brasil e Argentina teriam vencido. Se Cristiano tivesse jogado como os dois primeiros, Portugal teria perdido. Concorda?

Na segunda rodada da fase de grupos do Mundial, o Brasil enfrenta a Costa Rica, a Argentina pega a Croácia e Portugal encara o Marrocos.

Fonte: Notícias ao Minuto - https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte/609088/atuacoes-de-neymar-messi-e-cr7-justificam-empates-em-estreias

FUTEBOL

VÍDEO: Diário Esportivo traz resumo da 2ª rodada do Paraibano e detalhes da nova contratação do Atlético

COM CHICO CARDOSO

VÍDEO: ‘Briga’ entre Zé Aldemir e Airton, e Tyrone com os Gadelhas são os destaques do Direto ao Ponto

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Advogadas tiram dúvidas sobre Previdência Social e criticam atendimento no INSS de Cajazeiras

DIRETO AO PONTO

VÍDEO: Júnior e Jeová começam a ganhar cargos em Cajazeiras e “sinal vermelho foi ligado”, diz colunista