header top bar

section content

Oitavas da Libertadores reúnem maior número de títulos na história

Desde que esse estágio foi inserido no formato da competição, em 1988, as oitavas nunca tiveram tantos títulos somados como na atual edição do torneio.

Por Notícias ao Minuto

07/08/2018 às 08h10

Libertadores (Foto: REUTERS)

O duelo entre Estudiantes (ARG) e Grêmio, nesta terça-feira (7), na Argentina, irá inaugurar a fase de oitavas de final da Copa Libertadores de 2018.

Desde que esse estágio foi inserido no formato da competição, em 1988, as oitavas nunca tiveram tantos títulos somados como na atual edição do torneio. São 35 troféus, conquistados por 13 clubes.

Antes disso, os classificados na primeira fase de grupos disputavam uma nova etapa em chaves. Os líderes de cada uma decidiam o título.

Somente três clubes que disputam o mata-mata a partir desta terça não se sagraram campeões da Libertadores. São os paraguaios Cerro Porteño e Libertad e o argentino Atlético Tucumán.

Adversário gremista nas oitavas, na cidade de Quilmes, o Estudiantes é o terceiro maior campeão argentino da história do torneio, com quatro taças. Acima do clube de La Plata há apenas o Independiente, líder entre os campeões da competição, com sete, e o Boca Juniors, com seis.

Os clubes da Argentina são os principais responsáveis por colocar a barra tão alta nesta edição da Libertadores.

Somados, Independiente, Boca Juniors, Estudiantes, River Plate e Racing têm 21 títulos. Juntos, os brasileiros contabilizam 11 conquistas.

Todos os brasileiros que jogam as oitavas de final enfrentarão nesta fase alguma equipe que já foi campeã.

Um desses duelos, Independiente e Santos, reúne dez títulos continentais. Será o jogo das oitavas que envolve o maior número de troféus.

O Grêmio defende o título da competição. Com a conquista do ano passado, sua terceira, se juntou a Santos e São Paulo como os maiores campeões brasileiros na Copa Libertadores.Para chegar às oitavas, a equipe do técnico Renato Gaúcho se classificou de forma invicta na fase de grupos.

Em seis partidas, venceu quatro e empatou duas, somando 14 pontos e liderando o Grupo 1, que também tinha Cerro Porteño, Defensor (URU) e Monagas (VEN).

Já o Estudiantes teve classificação bem mais dramática.

Na última rodada do Grupo 6, os argentinos precisavam vencer o Nacional (URU) por pelo menos dois gols de diferença. E saíram perdendo o confronto em La Plata.

Contudo, conseguiram a virada para 2 a 1 e, já nos acréscimos do segundo tempo, Juan Otero converteu pênalti para fazer 3 a 1 e dar a vaga ao Estudiantes, que se classificou com oito pontos, pior segundo colocado junto do Colo-Colo.

A única equipe que superou a campanha do Grêmio na fase de grupos foi o Palmeiras. Com cinco vitórias e um empate, somou 16 pontos e decidirá seus confrontos em casa até uma eventual decisão.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte/632594/oitavas-da-libertadores-reunem-maior-numero-de-titulos-na-historia

VÍDEO: Psicologia no Ar recebe diretores e psicóloga de organização que promove cidadania em Cajazeiras

NOVIDADES

Xeque-Mate visita lançamento do novo plano da Eletrosorte, que firmou parceria com gigante dos seguros

FUTEBOL DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Dirigentes e ex-jogadores relembram histórias marcantes do Duque de Caxias, que completou 50 anos

VÍDEO: Programa de rádio que é sucesso na região de Campina fecha parceria com emissora de Cajazeiras